Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Após conflito com Turquia, Alemanha pode deslocar suas tropas para Jordânia

© AFP 2021 / TOBIAS SCHWARZ / POOL Caças alemães Tornado na base áerea de Incirlik, Turquia, janeiro de 2016
Caças alemães Tornado na base áerea de Incirlik, Turquia, janeiro de 2016 - Sputnik Brasil
Nos siga no
A chanceler alemã, Angela Merkel, insinuou que seu país vê a Jordânia como uma alternativa para transferir seus soldados da base turca de Incirlik depois de Ancara ter negado a visita dos deputados alemães à base síria, onde estão instalados soldados alemães.

"Uma possível alternativa à base Incirlik seria Jordânia", disse Merkel aos jornalistas.

Ela também assegurou que seu governo continuará negociando com a Turquia.

Caça norte-americano F-15 decola da base aérea de Incirlik, Turquia, dezembro de 2015 (foto de arquivo) - Sputnik Brasil
Turquia 'joga a isca' ao mencionar possível expulsão da OTAN da base de Incirlik
"É crucial que nossos deputados possam visitar os soldados", frisou Merkel.

Mais cedo, Turquia comunicou ao Ministério das Relações Exteriores da Alemanha um dia antes da visita de um grupo de deputados alemães à base militar de Incirlik sobre a impossibilidade de realização da viagem, disse em briefing o porta-voz do ministério alemão, Martin Schaefer. 

"Fomos oficialmente informados pela parte turca que a visita de um grupo de deputados alemães do Comitê de Defesa de Bundestag [Parlamento alemão], marcada para 16 de maio, não foi aceita", disse Schaefer.

Ele acrescentou que "para o governo da República Federal da Alemanha é absolutamente normal que os soldados de Bundeswehr, ou seja, soldados alemães em missões internacionais, recebam visitas de deputados do Bundestag". 

A base militar Incirlik, na província turca de Adana - Sputnik Brasil
Militar turco não aceitou medalha norte-americana por orgulho
As negociações quanto à visita de deputados alemães à base Incirlik são realizadas pelo Ministério das Relações Exteriores e pelo governo a nível de "altos funcionários da chancelaria" desde abril, mas até hoje da parte turca foram enviados apenas "sinais contraditórios", acrescentou Schaefer.

As relações entre Turquia e Alemanha se agravaram após Bundestag ter aprovado em junho de 2016 a resolução que condena o genocídio armênio, efetuado pela Turquia em 1915. Em resposta, Ancara retirou seu embaixador de Berlim e se recusou a receber a delegação de Bundestag na base de Incirlik, onde está posicionado um contingente das Forças Armadas alemãs. Somente depois da declaração de Angela Merkel sobre a resolução acima mencionada não ser "juridicamente obrigatória", a visita foi confirmada e realizada em outubro.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала