Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Macron é convidado a conhecer a Rússia

Nos siga no
O presidente da Rússia Vladimir Putin enviou a Emmanuel Macron um telegrama de congratulações pela sua vitória nas eleições presidenciais francesas. O deputado da Duma de Estado (câmara baixa do parlamento russo), Leonid Slutsky, considera que, dessa forma, Putin faz um convite a Macron para conhecer melhor a Rússia.

Presidente Emmanuel Macron - Sputnik Brasil
Macron: mais novo líder francês desde Napoleão promete unir o país após vitória (VÍDEO)
O presidente russo Vladimir Putin em sua mensagem de congratulações enviada a Emmanuel Macron reiterou estar pronto a realizar um trabalho construtivo conjunto relativamente aos assuntos bilaterais, regionais e globais da atualidade.

Putin destacou que os cidadãos da França encarregaram Macron de "liderar o país em um momento complicado tanto para a Europa como para todo o mundo", nas condições de aumentada ameaça terrorista, de escalação de conflitos locais e de desestabilização em regiões inteiras.

"Nestas condições, é especialmente importante superar a desconfiança mútua e juntar os esforços para assegurar a estabilidade e segurança internacionais", sublinhou Putin.

Ex-presidente dos EUA, Barack Obama, durante uma sessão de kitesurfing com o empresário britânico Richard Branson nas Ilhas Virgens Americanas. - Sputnik Brasil
Apoio de Obama a Macron nas presidenciais francesas mostra 'hipocrisia' do neoliberalismo
A política externa da França liderada pelo recém-eleito Emmanuel Macron permanecerá pró-ocidental e sem mudanças radicais em relação à Rússia, mas este político pode descobrir a Rússia e avaliar de modo apropriado as perspectivas da cooperação russo-francesa, acha o presidente do Comité de Relações Exteriores da Duma de Estado e coordenador do grupo de deputados de comunicação com o parlamento francês, Leonid Slutsky.

"Por enquanto é obvio que a política externa francesa com Macron como presidente ficará pró-ocidental e pró-OTAN, sendo moderada em relação à Rússia. No entanto, Macron é um político interessante e bastante jovem, e não se pode excluir a possibilidade de ele descobrir e apreciar a Rússia, bem como avaliar o potencial da cooperação russo-francesa", disse Slutsky aos jornalistas na segunda-feira (8).

Ele frisou que essa cooperação será o objetivo principal da atividade do comité do grupo "Amizade" com o parlamento francês, do qual faz parte, após serem realizadas as eleições parlamentares em 18 de junho.

Encontro entre Angela Merkel e Emmanuel Macron - Sputnik Brasil
Por que provável vitória de Macron na França já põe pressão sobre Merkel
Segundo o deputado, estas eleições presidenciais francesas tiveram um papel significativo para a futura nova política global e foram uma espécie de teste de resistência para a Europa unida.

"Repito outra vez, que, muito provavelmente, essa foi uma votação não a favor de Macron, mas contra a possível saída da França da União Europeia. Claro que, neste caso, o Ocidente recorreu a toda a sua influência, toda a propaganda na França foi usada para apoiar Macron — um candidato que só tem experiência política de um pouco mais de um ano", destacou Slutsky.

Além do presidente russo, Macron recebeu uma mensagem de congratulações do secretário-geral da OTAN, Jens Stoltenberg, que espera se encontrar com o novo presidente francês na cúpula da organização em 25 de maio, em Bruxelas.

"Parabenizo Emmanuel Macron pela vitória. Estou à espera de nossa encontra na cúpula da OTAN em 25 de maio para reforçar a cooperação transatlântica", escreveu Stoltenberg em seu Twitter.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала