Iraque descarta permanência de militares dos EUA após derrota de terroristas do Daesh

© Sputnik / Sergei Mamontov / Abrir o banco de imagensPremiê iraquiano, Haider al-Abadi
Premiê iraquiano, Haider al-Abadi - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O primeiro-ministro do Iraque, Haider al-Abadi, disse que as tropas norte-americanas que ocupam hoje o seu país deverão sair depois das operações para eliminar o grupo terrorista Daesh, contradizendo informações previamente divulgadas.

Membros das forças iraquianas avançam em direção da parte ocidental de Mossul, no âmbito da operação militar para reconquistar a cidade dos militantes do Daesh, 13 de março de 2017 - Sputnik Brasil
'Rússia oferece apoio prático ao Iraque na luta contra terrorismo'
Antes, autoridades tanto dos Estados Unidos como do Iraque disseram que os dois governos estavam conversando sobre a possibilidade de manter militares dos Estados Unidos no país árabe por mais tempo. No entanto, segundo Abadi, isso não vai acontecer.

Na última sexta-feira, o premier divulgou um comunicado explicando que, atualmente, não há tropas estrangeiras combatendo em território iraquiano, mas apenas civis e conselheiros de vários países que poderiam ou não continuar no país para ajudar na estabilização após a derrota do Daesh. Mas ele destacou que o governo do Iraque "não expressou nenhuma jurisdição sobre o papel militar americano para o cenário pós-vitória decisiva sobre o terrorismo".

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала