Amizade ou escravidão: o que humanidade pode esperar do encontro com extraterrestres?

Nos siga noTelegram
O diretor de cinema, Ridley Scott, acredita que nossa galáxia seja habitada por centenas de diferentes seres vivos e que o encontro com um deles não vá ser nada favorável para a humanidade, comunica o Live Science.

"Quaisquer formas de vida extraterrestre, desenvolvidas ao ponto de alcançar a Terra, muito provavelmente, possuirão um fortíssimo intelecto e se comportarão agressivamente com a humanidade", acrescentou Scott, citado pelo Live Science

Segundo ele, nossa galáxia possui pelo menos de 100 a 200 populações extraterrestres. O estabelecimento de contato com civilizações longínquas será o início do fim da história humana. 

​Cientistas repudiaram as declarações de Scott. Por exemplo, Seth Shostak, astrônomo do projeto SETI, revidou que a informação sobre o número de civilizações extraterrestres, expressa por Scott, não possui fundamentos científicos. 

A Terra vista da Estação Espacial Internacional - Sputnik Brasil
Ufólogo descobre nave extraterrestre em foto da missão espacial Apollo 10
Segundo Shostak, os primeiros sinais da Terra foram enviados ao espaço 70 anos atrás, sendo este tempo significativo para que civilizações extraterrestres os capturassem. 

Se existissem alienígenas, segundo Shostak, eles não estariam interessados em colonizar nosso planeta. Seria mais fácil para eles extrair todo o necessário de asteroides próximos a eles ao invés de visitar a Terra, planeta que se encontra demasiadamente longe. 

Por sua vez, Shostak concorda com Scott no que diz respeito ao fato de que alienígenas encontrarão a Terra, ao invés do contrário, pois seu nível de desenvolvimento tecnológico seria muito mais avançado do que o nosso. 

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала