Após 14 anos, ONU voltará a inspecionar prisões da Argentina

© AFP 2022 / MLADEN ANTONOVGuantánamo
Guantánamo - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O Grupo de Trabalho das Nações Unidas sobre Detenção Arbitrária visitará a Argentina entre 8 e 18 de maio para observar a situação das cadeias, delegacias e instituições de saúde mental. A última visita da comitiva foi em 2003.

"A delegação do Grupo de Trabalho visitará distintos lugares de privação de liberdade", informou nesta quarta-feira, 3 de maio, a Organização das Nações Unidas (ONU) por meio de um comunicado.

Manifestação em Buenos Aires pela libertação de Milagro Sala - Sputnik Brasil
ONU solicita à Argentina libertação imediata de Milagro Sala
Durante a viagem, a comitiva visitará a cidade e a província de Buenos Aires e as províncias de Jujuy e Chubut. Os representantes do Grupo de Trabalho se reunirão com representantes federais, locais e com membros da sociedade civil "para elaborar um panorama completo e objetivo da ampla variedade de questões relativas à privação de liberdade" no país.

O objetivo da visita é analisar as medidas tomadas pelo estado argentino após a primeira visita, 14 anos atrás. O Grupo de Trabalho apresentará um relatório ao Conselho de Direitos Humanos da ONU em setembro de 2018.

O Comitê de Tortura da ONU questionou o governo local em 26 e 27 de abril deste ano por denúncias de existência de tortura e maus tratos nos locais de detenção na Argentina.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала