ONG denuncia 'pressão ucraniana' sobre repórteres para cobertura positiva sobre o país

© Foto / Presidência da Ucrânia / Mikhail PalinchakPyotr Poroshenko, presidente da Ucrânia
Pyotr Poroshenko, presidente da Ucrânia - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O grupo de direitos humanos Freedom House afirmou que a liberdade de imprensa está sob ataque na Ucrânia, com funcionários do governo pressionando jornalistas a escrever apenas histórias que retratem o país sob uma luz positiva e aprovem atos de intimidação contra jornalistas que se desviam das narrativas oficiais.

A liberdade de imprensa está sob ataque na Ucrânia, com funcionários do governo pressionando jornalistas a escrever apenas reportagens que retratem o país positivamente e encorajando atos de intimidação contra jornalistas que se desviam das narrativas oficiais.

"Embora as reformas em curso estejam reforçando o ambiente legislativo para a imprensa e para jornalistas na Ucrânia, o compromisso questionável do governo quanto a independência da mídia ameaça minar o progresso futuro", afirmou o grupo.

Pentagon Press Secretary Rear Admiral John Kirby - Sputnik Brasil
EUA pedem à Ucrânia que não esqueça a liberdade de imprensa
O relatório citou as declarações públicas do presidente da Ucrânia, Petro Poroshenko, segundo as quais os jornalistas só devem escrever relatórios "positivos" sobre o país.

Além disso, o relatório observou palavras de elogio do ministro do Interior Arsen Avakov para um site que publicou dados pessoais de jornalistas que haviam sido credenciados para cobrir áreas de língua russa no leste da Ucrânia que estão buscando maior autonomia de Kiev.

O grupo também alertou sobre novas restrições do governo ou pressão sobre os repórteres na Austrália, Camboja, Gâmbia, Quênia e Filipinas.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала