- Sputnik Brasil
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

Indígenas têm mãos decepadas por fazendeiros no Maranhão

© José Cruz/Agência BrasilÍndios do Acampamento Terra Livre fazem manifestação na Esplanada dos Ministérios
Índios do Acampamento Terra Livre fazem  manifestação na Esplanada dos Ministérios - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Pelo menos 10 índios e três pistoleiros ficaram feridos após um ataque organizado por fazendeiros na cidade maranhense de Viana no último domingo. Segundo fontes locais, a violência envolveu tiros, pauladas e golpes de facão.

Informações divulgadas pelo Conselho Indigenista Missionário (Cimi) dão conta de que dois indígenas da etnia gamela tiveram as mãos decepadas, enquanto cinco foram baleados e outros foram vítimas de cortes e agressões envolvendo pedaços de madeira. Até o momento, não há registro de mortes, mas o número de vítimas pode aumentar.

O ataque, ocorrido no povoado de Bahias, foi motivado por disputas de terras na região. De acordo com o Brasil de Fato, na última sexta-feira, 28, os índios retomaram uma área que faz parte do território tradicional reivindicado pelos gamelas mas que é utilizada por criadores de gado e búfalos. A ação de ontem foi uma resposta dos fazendeiros, e, segundo testemunhas, pode ter contado com o apoio de um deputado federal, Aluísio Guimarães Mendes Filho, do PTN.

Indígenas atacados pelos pistoleiros afirmaram que a Polícia Militar estava no local no momento do massacre mas decidiu não interferir, descrevendo o acontecimento como um confronto, e não um ataque.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала