Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Trump faz aceno a Kim Jong-un e diz que norte-coreano é 'muito esperto'

© AP Photo / Matt RourkePresidente dos EUA Donald Trump
Presidente dos EUA Donald Trump - Sputnik Brasil
Nos siga no
O presidente dos Estados Unidos Donald Trump fez elogios ao líder norte-coreano Kim Jong-un ao chama-lo de “muito esperto” em uma entrevista que foi ao ar na televisão norte-americana neste domingo.

Após dizer “não ter ideia” se Kim é são ou não, Trump destacou que o líder da Coreia do Norte teve de enfrentar um desafio formidável ao assumir o país com 27 anos de idade, após a morte do seu pai em 2011.

“Obviamente, ele está lidando com pessoas muito duras, em particular os generais e outros. E em uma idade tão jovem, ele foi capaz de assumir o poder”, comentou Trump em entrevista à rede norte-americana CBS.

O Presidente da Federação da Rússia Vladimir Putin e seu homólogo dos EUA Donald Trump - Sputnik Brasil
Interferência da Rússia na eleição é ficção total, diz Trump na TV

“Muitas pessoas, tenho certeza, tentaram tomar o poder dele, quer seja o tio dele ou algum outro. E ele foi capaz de se manter. Então, claro, ele é muito esperto”, emendou Trump.

Os elogios do presidente dos Estados Unidos acontecem em um momento de fortes tensões com Pyongyang acerca do programa nuclear do país asiático. A Casa Branca fortaleceu a sua presença militar na região e pressiona a China e a ONU por sanções e mais pressão contra os norte-coreanos.

“Temos uma situação que não podemos permitir. Não podemos deixar que continue uma situação que continuou por um longo período de anos”, explicou o presidente norte-americano.

Submarino nuclear norte-americano USS Michigan - Sputnik Brasil
Coreia do Norte promete destruir em 'pedaços de metal fundido' submarino norte-americano

Trump se negou a admitir ou não se os EUA tiveram alguma coisa a ver com o teste fracassado com um míssil norte-coreano na última sexta-feira. “É um jogo de xadrez. Você só não quer que as pessoas saibam o que estou pensando. Ele terá um sistema melhor eventualmente e, se isso acontecer, não podemos permitir”.

Horas antes da entrevista ir ao ar, Trump manteve contato com líderes de Singapura e da Tailândia. Uma das prioridades da Casa Branca é se articular com países da região para aumentar a pressão sobre Pyongyang e, se necessário, alinhar ações contra o país – incluindo a via militar.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала