Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Marcha de neonazistas quase termina em conflito nos EUA (FOTOS, VÍDEOS)

© flickr.com / townheroBattle of the Battleflag: States Move to Dissociate from Confederate Banner
Battle of the Battleflag: States Move to Dissociate from Confederate Banner - Sputnik Brasil
Nos siga no
Pikeville, no Kentucky, quase viu estourar um conflito violento neste sábado quando manifestantes antifascistas (Antifa) confrontaram multidões de supremacistas brancos que vieram à pequena cidade para um comício.

Policial em Baltimore em 29 de abril de 2015 - Sputnik Brasil
Vídeos combatem violência e racismo policial nos EUA
O evento foi organizado por membros dos maiores grupos neonazistas do país, o Partido dos Trabalhadores Tradicionais, a Liga do Sul e o Movimento Nacional-Socialista, em uma tentativa de atrair a população predominantemente branca da cidade. Mas muitos residentes pareciam chocados que sua cidade natal fosse escolhida para ato.

"Não temos ideia de por que eles escolheriam Pikeville", disse Elizabeth White, que vive na cidade há cerca de 50 anos, conforme citado pela Vocativ. "Por que eles não desrespeitam suas próprias casas, seu próprio povo, suas próprias famílias?"

Grupos de esquerda de todo o Sul exortaram apoiadores a se reunirem em Pikeville e interromperem o comício, que tinha como nome "Posicione-se pelas famílias brancas trabalhadoras".

O evento durou cerca de três horas. Mais de uma centena de nacionalistas brancos estavam presentes, muitos deles vestidos de preto e acenando bandeiras americanas e confederadas enquanto faziam a saudação nazista.

Protesto contra racismo da polícia nos EUA - Sputnik Brasil
EUA voltam a protestar contra o racismo
Os moradores temiam que o evento provocasse uma onda de violência, especialmente porque que Kentucky é um estado de Porte Livre com reciprocidade, o que significa que se alguém tem uma permissão de portar uma arma em outro estado, eles também podem fazê-lo legalmente em Kentucky. No entanto, ninguém ficou ferido e os dois grupos se limitaram a gritar blasfêmia uns aos outros, enquanto a polícia local e estadual manteve uma forte presença.

​Autoridades locais tomaram todas as medidas necessárias para evitar confrontos violentos. Na segunda-feira, a comissão municipal emitiu uma portaria de emergência e proibiu pessoas no centro da cidade durante o comício de usar capuzes e máscaras que pudessem esconder a identidade dos manifestantes. A polícia conseguiu manter os lados opostos separados.

Ao fim do evento, os nacionalistas deixaram Pikeville em uma comitiva de cerca de 30 veículos protegidos pela polícia.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала