Especialista sul-coreano: 'EUA confessam que THAAD serve para controlar China'

© AP Photo / Ahn Young-joonProtestos contra implementação do THAAD americano na Coreia do Sul, Seul, 13 de abril de 2017
Protestos contra implementação do THAAD americano na Coreia do Sul, Seul, 13 de abril de 2017 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A Coreia do Sul continua declarando que a necessidade de instalação dos sistemas de defesa antimíssil THAAD é exclusivamente para proteção dos mísseis norte-coreanos, enquanto a China vê nos sistemas americanos uma ameaça à sua própria segurança.

Cheong Wooksik, presidente da organização não governamental Korea Peace Network (Rede da Paz da Coreia), declara que, apesar das declarações que a defesa antimíssil vai ser utilizada apenas para controle dos mísseis norte-coreanos, a parte americana tornou público um documento em que está escrito que o âmbito do THADD inclui o controle da China.

Park Geun-hye durante um discurso na Casa Azul, residência oficial de presidentes da Coreia do Sul - Sputnik Brasil
Justiça da Coreia do Sul determina prisão da ex-presidente Park Geun-hye
O diretor da organização Rede da Paz da Coreia disse em entrevista à Sputnik Coreia no dia 27 de abril: "O comandante das tropas dos EUA na região do Pacífico informou expressamente, em uma audiência no comitê militar da câmara baixa do parlamento, que o sistema de defesa antimíssil dos EUA está apontado não só à Coreia do Norte, mas também à China".

Segundo disse o chefe do Comando do Pacifico dos EUA (USPACOM), almirante Harry Harris, em audiência do Senado: "Havaí, Guam e o território dos EUA no oceano Pacífico são as partes do território dos EUA que devemos proteger e a forma principal de sua proteção é a defesa antimíssil".

De acordo com as palavras de Harris, "a Coreia do Norte, que continua desenvolvendo seu programa de mísseis nucleares, e a China, que desenvolve seu sistema de armamentos, se tornaram um desafio para a liberdade de ação estratégica e de gerenciamento dos EUA".

Por isso Cheong Wooksik propõe: "É evidente que foi declarado que os sistemas antimísseis americanos se destinam a reagir não só à Coreia do Norte, mas também à China".

Teste de dois interceptadores do sistema norte-americano THAAD (Terminal High Altitude Area Defense) - Sputnik Brasil
Coreia do Sul não quer pagar o THAAD
Cheong Wooksik adicionou: “No relatório de Harris foi dito bem claro que o comando das forças armadas dos EUA na região do Pacífico continua desenvolvendo a colaboração com o Japão, Coreia e Austrália para a criação do sistema integrado de defesa antiaérea THAAD, e o radar instalado na Coreia é um dos elos na cadeia da defesa antimíssil dos EUA.”

Isso significa que, em vez da "demonização" da China e das suas medidas de resposta, a Coreia deve avaliar as consequências da instalação dos sistemas de defesa antimíssil.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала