Rússia nega acusação dos EUA de que forneceria armas ao Talibã

Nos siga noTelegram
O Ministério do Exterior da Rússia rechaçou nesta terça-feira as afirmações feitas por autoridades dos Estados Unidos de que estaria supostamente fornecendo armas ao Talibã, classificando as ilações como “não profissionais” e “falsas”.

“As alegações sobre o suposto fornecimento de armas russas para o Talibã […] são acusações não profissionais, que carecem de qualquer fundamento”, enfatizou o ministro do Exterior russo Sergei Lavrov, após reunião com o secretário-geral da Organização para a Segurança e Cooperação na Europa, Lamberto Zannier.

O chanceler russo se disse seguro de que "aqueles que ganham dinheiro nos EUA para apresentar ao governo dados de inteligência confiáveis estão ciente de que são falsas as declarações".

Militantes do Talibã - Sputnik Brasil
Rússia pode estar repassando armas ao Talibã, diz secretário dos EUA

A reação do Kremlin veio menos de 24 horas após o general norte-americano John Nicholson dizer, ao lado do secretário de Defesa James Mattis, que “não descartaria” a possibilidade de Moscou estar envolvida com a situação afegã, fornecendo armas ao Talibã.

Na mesma oportunidade, Mattis e Nicholson destacaram que os Estados Unidos irão buscar vias diplomáticas para questionar o governo russo a respeito do suposto apoio do Talibã. “Faremos o que pudermos, mas temos que confrontar a Rússia pelo que faz e que seja contrário à lei internacional”, ponderou Mattis.

Na opinião de Lavrov, tudo não passa de uma iniciativa dos Estados Unidos para desviar a atenção do mundo ao que acontece na Síria. 

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала