Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Grupo assume atentado a metrô em São Petersburgo, ordenado pela Al-Qaeda

© AFP 2021 / STRTrem do metrô de São Petersburgo danificado pelo ataque de 3 de abril de 2017
Trem do metrô de São Petersburgo danificado pelo ataque de 3 de abril de 2017 - Sputnik Brasil
Nos siga no
Um grupo chamado Imam Shamil Battalion assumiu a responsabilidade pelo atentado terrorista contra o metrô de São Petersburgo, em 3 de abril deste ano, informou a Agência Reuters nesta terça-feira.

Em um comunicado publicado originalmente por uma agência de notícias da Mauritânia ANI – utilizada frequentemente por grupos terroristas africanos –, o grupo terrorista tido como pouco conhecido afirmou que o homem-bomba Akbarzhon Dzhalilov, de 22 anos, agiu por instruções do líder da Al-Qaeda, Ayman al-Zawahiri.

“Seguindo as instruções do xeique Ayman al-Zawahiri… o leão Akbarzhon Dzhalilov, um dos guerreiros do islã no Imam Shamil Battalion, levou a cabo uma operação heroica na cidade de São Petersburgo, enquanto ocorria ao mesmo tempo a visita do ‘criminoso’ (presidente russo Vladimir) Putin”, diz o comunicado.

O documento diz ainda que o ataque ao metrô foi uma vingança pela ação russa contra países muçulmanos, citando a Síria e a Líbia, assim como a república russa da Chechênia.

Consequências da explosão no metrô de São Petersburgo - Sputnik Brasil
Atentado de São Petersburgo foi financiado por terroristas internacionais

“Ao governo russo, que parece não ter aprendido a lição da sua derrota no Afeganistão, nós dizemos: ‘essa operação foi só o começo, e o que virá a seguir fará com que você a esqueça, se Alá permitir”, continua o comunicado, dando a entender que novos ataques terroristas serão realizados contra a Rússia.

As autoridades russas já prenderam uma dezena de pessoas que são suspeitas de ligação com o ataque do dia 3 de abril, que deixou 15 mortos e 50 feridos.

No conflito mais recente citado pelo grupo terrorista africano, as forças russas têm atacado militantes jihadistas contrários ao regime de Bashar Assad, este aliado do Kremlin.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала