Corrida de tanques: Rússia mantém a liderança

© Sputnik / Ilia Pitalaev / Abrir o banco de imagensOs tanques de guerra russos T-90A durante o ensaio geral da Parada da Vitória na Praça Vermelha em Moscou, 7 de maio de 2016.
Os tanques de guerra russos T-90A durante o ensaio geral da Parada da Vitória na Praça Vermelha em Moscou, 7 de maio de 2016. - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
De acordo com o Ranking Global da Capacidade Militar a Rússia ocupou a segunda posição, cedendo aos EUA, o terceiro lugar pertence à China.

A revista alemã Focus comunicou na quinta-feira que a Rússia entrou nos primeiros três exércitos mais poderosos do mundo possuindo as tropas terrestres com a maior quantidade de tanques.

Para calcular o índice da capacidade militar são considerados mais de 40 fatores, excluindo as armas nucleares, entre os quais estão os recursos humanos, os gastos com a defesa, a capacidade das forças aérea e naval, o volume da extração de recursos naturais e as particularidades logísticas dos países (quantidade de portos marítimos, aeroportos e a extensão de rodovias).

​O ranking não considera, porém, o programa estatal de armamento até 2025 que contribui para o reforço das capacidades militares e da economia do país e para o desenvolvimento das exportações que não abrangem as matérias-primas.

A chave para a capacidade militar

Anteriormente, a Bloomberg tinha analisado a eficiência de 93 economias mundiais e atribuiu à Rússia o quarto lugar a partir do fim, não comentando como é possível que a Rússia consiga manter seu potencial militar com estas condições econômicas desfavoráveis.

Por exemplo, o exército chinês tem mais de dois milhões de militares, 9.150 tanques, 700 navios, mas a China ocupa apenas o terceiro lugar no ranking. A Rússia tem uma quantidade duas vezes menor de soldados, mas seus 15.398 tanques asseguram sua liderança em tropas terrestres.

​Só os EUA conseguiram ultrapassar a Rússia com 8.848 tanques e 13.444 aviões e helicópteros. Mas vale a pena ressaltar que os EUA têm o maior orçamento militar no mundo.

As capacidades latentes

"Nós realizamos um trabalho muito grande para modernizar o potencial de mísseis nucleares da Rússia e as nossas Forças Armadas", comunicou o presidente russo Vladimir Putin na grande coletiva de imprensa em 2016.

A Rússia está modernizando a sua tríade nuclear em conformidade com todos os acordos internacionais.

O Ocidente publica de vez em quando relatórios explicando o mau estado da Rússia no mercado global de armamentos. Mas a Rússia ocupa 27% deste mercado e este número é bastante convincente. Os analistas ocidentais querem desinformar e criar uma imagem falsa da Rússia.

Os rankings do Ocidente não consideram todo o complexo de fatores, simplificam a análise e diminuem assim a objetividade do resultado. Entretanto, as ações militares na Síria reforçam as capacidades das forças russas, bem como seu prestígio internacional, desenvolvem o complexo militar-industrial e desenvolvem a economia russa.

Os rankings ocidentais não fornecem uma informação completa e verdadeira. Não foi por acaso que o presidente russo declarou o seguinte: "Hoje somos mais fortes do que qualquer agressor potencial. Qualquer".

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала