Secretário do Conselho de Segurança russo: política dos EUA intensifica terrorismo

© Foto / Ministry of defence of the Russian FederationVários navios russos se juntaram à campanha contra o terrorismo na Síria. A operação envolveu a fragata Admiral Grigorovich, equipada com mísseis Kalibr, os sistemas costeiros de mísseis Bastion e, pela primeira vez na história, o porta-aviões Admiral Kuznetsov
Vários navios russos se juntaram à campanha contra o terrorismo na Síria. A operação envolveu a fragata Admiral Grigorovich, equipada com mísseis Kalibr, os sistemas costeiros de mísseis Bastion e, pela primeira vez na história, o porta-aviões Admiral Kuznetsov - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O secretário do Conselho de Segurança da Rússia, Nikolai Patrushev, participa nesta quarta-feira (19) da reunião com altos oficiais russos em Stavropol, onde comentou a situação atual ligada ao terrorismo.

Os níveis de agressão terrorista têm aumentado em resultado da política de duplo padrão dos EUA e aliados, afirmou o secretário do Conselho de Segurança da Rússia, Nikolai Patrushev, na quarta-feira (19).

"Em se tratando da complicada situação mundial, grande parte dela é consequência da política de duplo padrão, conduzida pelos EUA e seus aliados, e responsável pelo aumento dos níveis da agressão terrorista, intensificação dos conflitos internacionais e interconfessionais."

Além disso, no decurso da reunião, o secretário do Conselho de Segurança da Rússia destacou que são registradas intenções e tentativas de formação de unidades terroristas clandestinas, que serão responsáveis por novos atentados. 

Primeiro-ministro russo Dmitry Medvedev - Sputnik Brasil
Premiê russo: ataque à base aérea síria desatou as mãos aos terroristas
Nikolai Patrushev sublinhou que, para combater o terrorismo, é necessário aperfeiçoar o trabalho dos órgãos de segurança através da intensificação dos grupos operativos que realizam busca:

"É vital reforçar o controle de fluxos de migrantes, observar a legislação migratória, revelar, entre migrantes aqueles indivíduos que seguem religiões radicais e têm inclinação para cometer ações criminosas."

Ele também apontou que "na rede global — Internet — estão sendo ativamente divulgados materiais que provocam ódio, hostilidade, humilham humanos e justificam terrorismo".

O político russo opina que "os cidadãos, integrantes de grupos terroristas, representem a maior ameaça".

O ministro das Relações Exteriores russo, Sergei Lavrov - Sputnik Brasil
Rússia constata novas provocações na Síria similares ao ataque químico em Idlib
Neste contexto, ele indicou que cerca de 2,7 mil residentes do Ciscáucaso lutam na Síria e Iraque do lado dos terroristas. Além disso, foram reveladas 66 pessoas que realizavam recrutamento de grupos ilegais. 

Na quarta-feira (19), o secretário do Conselho de Segurança da Rússia falou na reunião, que contou com o representante do presidente russo no Distrito Federal do Cáucaso do Norte, Oleg Belaventsev, chefes das subdivisões russas do Distrito Federal, e representantes dos ministérios federais.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала