Militares norte-americanos ponderam abater mísseis de Pyongyang

© AFP 2022 / Jung Yeon-JeMarine dos EUA durante treinamentos conjuntos dos EUA e Coreia do Sul em Pohang, a 260 km de Seul, 11 de abrir de 2017
Marine dos EUA durante treinamentos conjuntos dos EUA e Coreia do Sul em Pohang, a 260 km de Seul, 11 de abrir de 2017 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O Pentágono está procurando meios de influência na Coreia do Norte, entre as possíveis variantes está a possibilidade abater os mísseis norte-coreanos durante os testes.

O caminhão Zil-130 que transporta um drone norte-coreano no desfile militar que marca o 100º aniversário do fundador da Coreia do Norte, Kim Il Sung, em Pyongyang. 15 de abril de 2012. - Sputnik Brasil
China está preocupada com intenções nucleares da Coreia do Norte
A informação foi publicada no jornal The Guardian, que cita fontes próximas aos círculos militares.

Frente à tensão crescente devido os lançamentos de mísseis realizados por Pyongyang, o Pentágono tenta encontrar mais alavancas de pressão para acelerar o processo de desnuclearização. O secretário da Defesa norte-americano, James Mattis, já levou à consideração do congresso este assunto, mas os militares ainda não tomaram a decisão final.

Contudo, a fonte do jornal declarou que os militares não consideram o uso do complexo THAAD que está sendo implementado no território sul-coreano. Em vez disso, eles podem usar o Sistema de Combate Aegis de alerta precoce, instalado nos navios.

Também se destaca que os militares americanos podem tentar convencer o Japão a usar os seus sistemas de defesa antimíssil. Um dos altos responsáveis militares frisou que, antes do encontro entre Trump e Xi Jinping realizado na Flórida, foi igualmente considerada a possibilidade de abater os mísseis norte-coreanos.

Cidade de Pyongyang, Coreia do Norte - Sputnik Brasil
Sob sanções, Pyongyang expressa desejo de fortalecer laços com Moscou
Segundo opinião de especialistas e ex-militares, a interceptação dos mísseis norte-coreanos pode levar à uma escalada que Washington não será capaz de controlar. Também foi destacada a possibilidade de consequências destrutivas para os aliados dos EUA — o Japão e a Coreia do Sul.

Anteriormente, a CNN havia informado, citando oficiais americanos, que o Pentágono realizará dois testes de interceptação de mísseis norte-coreanos ou iranianos em maio de 2017 nas águas do oceano Pacífico. Em particular, no decurso de treinamentos será usado um míssil com caraterísticas de combate melhoradas. O programa da criação destes mísseis é destinado a interceptar os mísseis de médio alcance de Pyongyang.

Abraham Denmark, ex-representante do Pentágono, expressou a preocupação de que Kim Jong-un possa se sentir obrigado a responder de maneira idêntica para não parecer fraco.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала