Mídia: Seul produz novos mísseis destinados a destruir alvos na Coreia do Norte

© AFP 2022 / JUNG YEON-JE Homem vê notícias na TV sul-coreana sobre o lançamento de míssil balístico norte-coreano (foto de arquivo)
Homem vê notícias na TV sul-coreana sobre o lançamento de míssil balístico norte-coreano (foto de arquivo) - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A Coreia do Sul começará a partir do ano que vem a produzir novos mísseis táticos tipo "mar-terra" para destruir as principais instalações militares norte-coreanas, informou na terça-feira o departamento local de aquisição de armas, citado pela agência Yonhap.

De acordo com a agência, o desenvolvimento dos mísseis demorou cerca de sete anos, sendo realizado pelo centro local de pesquisas militares. Os mísseis já foram testados para poderem ser usados nas fragatas de nova geração. Conforme o departamento de aquisição de armas, as ogivas do míssil são capazes de eliminar veículos blindados e destruir tudo em seu redor em uma área equivalente a dois campos de futebol. 

"Agora temos a possibilidade de atacar a partir do mar não só as principais bases em terra do inimigo, mas também os alvos ligados ao lançamento de mísseis balísticos", diz a Yonhap, citando Lee Sang-moon, presidente do programa de desenvolvimento de mísseis sul-coreanos.

A agência chama os mísseis "de elemento principal para realizar ataques preventivos" contra a Coreia do Norte caso esta provoque Seul. Os mísseis serão instalados nos navios de guerra, já equipados com mísseis de cruzeiro, cujo alcance atinge mais de 300 quilómetros.

O vice-presidente norte-americano Mike Pence aperta as mãos com o presidente interino Hwang Kyo-Ahn durante uma coletiva de imprensa após a reunião em Seul em 17 de abril de 2017. - Sputnik Brasil
Coreia do Sul e EUA acordam instalar sistema THAAD antes da data prevista
Na véspera, durante a visita do vice-presidente dos EUA Mike Pence à Coreia do Sul, o presidente interino Hwang Kyo-ahn disse que Seul e Washington iriam tomar "duras medidas punitivas caso Pyongyang continue fazendo provocações", isto é, testes nucleares e de mísseis.

A Coreia do Norte, por sua vez, tem ameaçado efetuar um ataque preventivo contra as bases dos EUA na região, inclusive no Japão, caso as ações provocatórias de Washington e Seul continuem.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала