Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Navios da Rússia e China escoltam porta-aviões americano no mar da China Oriental

© REUTERS / China DailyNavios chineses durante exercícios navais no mar da China Oriental (foto de arquivo)
Navios chineses durante exercícios navais no mar da China Oriental (foto de arquivo) - Sputnik Brasil
Nos siga no
Pequim e Moscou lançaram navios de reconhecimento para escoltar o porta-aviões norte-americano, Carl Vinson, que está se dirigindo para a península Coreana, informam várias fontes do governo japonês.

Acredita-se que o Carl Vinson, juntamente com um grupo de outros navios, esteja nas águas do mar da China Oriental, dirigindo-se para a península Coreana.

China e Rússia, países que priorizam a estabilidade na península, expressaram preocupações devido à rígida posição norte-americana quanto à Coreia do Norte. No entanto, o ministro russo das Relações Exteriores, Sergei Lavrov, sublinhou que o assunto deve ser resolvido do modo pacífico por meios políticos e diplomáticos.

O porta-aviões norte-americano USS Carl Vinson chega para um exercício militar conjunto anual chamado Foal Eagle entre a Coreia do Sul e os EUA, no porto de Busan, Coreia do Sul, 15 de março de 2017. - Sputnik Brasil
EUA enviam 3 porta-aviões para a costa sul-coreana
A escolta pelo grupo de navios de reconhecimento pode servir de aviso para os Estados Unidos, pressupõem relatórios.

Entretanto, após publicação sobre a escolta, nenhum comentário oficial foi dado pelo Ministério da Defesa da Rússia.

Segunda a mídia, Coreia do Norte continua planejando realizar um novo teste de míssil balístico, apesar do recente fracasso durante as comemorações, em 15 e 16 de abril, do 105º aniversário do nascimento do primeiro presidente norte-coreano Kim Il-sung — o avô do atual líder do país, Kim Jong-un.

Neste contexto, o porta-aviões Carl Vinson, juntamente com outros navios, teria sido enviado para a zona em questão por recear um possível teste de armamentos e para exercer pressão militar sobre o país.

Não obstante, a Coreia do Norte ameaçou destruir o porta-aviões norte-americano, caso EUA ataquem.

"Quanto mais perto os alvos grandes se aproximarem, incluindo o porta-aviões, mais eficaz será o ataque destruidor", declara o comunicado.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала