Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Coreia do Norte comenta lançamento de míssil balístico

© AP Photo / Ahn Young-joonHomem em Seul vê programa de televisão que mostra lançamento de míssil realizado pela Coreia do Norte,
Homem em Seul vê programa de televisão que mostra lançamento de míssil realizado pela Coreia do Norte, - Sputnik Brasil
Nos siga no
Falando do último lançamento do míssil balístico, o Ministério das Relações Exteriores norte-coreano afirmou que não houve um comunicado oficial mas, mesmo que tivesse havido um lançamento, é um processo habitual que não é de surpreender, afirmou o vice-chefe do primeiro departamento da Europa da Coreia do Norte, Kim En Huo.

Anteriormente, no domingo (16), a Coreia do Sul informou sobre um lançamento falhado do míssil norte-coreano. O tipo do míssil não está identificado, mas os especialistas não excluem que podia ser o míssil balístico de alcance médio KH-15.

Homem vê a notícia mostrando imagens de arquivo do lançamento de mísseis da Coreia do Norte em uma estação ferroviária em Seul, em 12 de fevereiro de 2017. Nesse dia, a Coreia do Norte disparou um míssil balístico, em aparente provocação para testar a resposta do novo presidente Donald Trump, disse o Ministério da Defesa sul-coreano - Sputnik Brasil
EUA: Míssil da Coreia do Norte 'explodiu quase imediatamente'
"O estimado líder supremo Kim Jong-un destacou no seu discurso de Ano Novo que os preparativos para os lançamentos de teste dos mísseis balísticos já estão na etapa de aperfeiçoamento, e nós dissemos várias vezes que serão tomadas medidas em qualquer momento, quando nosso dirigente Kim Jong-un decidir", disse Kim En Huo.

O diplomata destacou que o arsenal nuclear corresponde a medidas de autodefesa para a Coreia do Norte e "é um direito legítimo do Estado soberano".

"Houve a questão se nós realizámos o lançamento do míssil, mas não o anunciámos oficialmente. Mesmo se tivessemos lançado, é um processo habitual para aumentar as capacidades das forças nucleares de contenção do nosso país e não há nada de surpreendente. Nem sempre tais coisas são divulgados na imprensa", adicionou o vice-chefe do departamento.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала