Paquistão reconhece o protagonismo da Rússia no processo de paz no Afeganistão

© AFP 2022 / FARSHAD USYANMesquita Karte Sakhi em Cabul
Mesquita Karte Sakhi em Cabul - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O Paquistão saudou a participação dos países da Ásia Central na conferência de paz do Afeganistão, organizada pela Rússia, disse o vice-ministro das Relações Exteriores do Paquistão, Tasnim Aslam.

Ex-presidente do Afeganistão, Hamid Karzai - Sputnik Brasil
Ex-presidente do Afeganistão classificou o lançamento da bomba dos EUA de 'traição'
A quinta conferência de paz no Afeganistão teve início em Moscou nesta sexta-feira e contou com a presença de 11 países, entre eles a Rússia, a China, o Paquistão, o Irã, a Índia, o Afeganistão e vários estados da Ásia Central. Os Estados Unidos se recusaram a participar da reunião.

"Do nosso ponto de vista, essa foi uma discussão útil. Um formato compreendendo as cinco repúblicas da Ásia Central. Saudamos isso. Os estados da Ásia Central possuem fronteira comum com o Afeganistão. Qualquer instabilidade no Afeganistão produz um impacto em muitos aspectos", disse Aslam à agência Sputnik.

O funcionário paquistanês acrescentou que a alta concentração de terroristas na região configura uma ameaça comum. Outro problema sério, segundo Aslam, é o tráfico de drogas.

"O Afeganistão é o maior produtor de drogas do mundo e, de acordo com as Nações Unidas, um terço dessas drogas está passando pelo Paquistão. Um outro terço passa pelo Afeganistão, e um outro terço passa pela Ásia Central e Rússia… É óbvio que os países da Ásia Central devem discutir o futuro no Afeganistão e a reconciliação no país", disse Aslam.

Ele destacou que as negociações foram bastante frutíferas, com todos os participantes concordando com a idéia de que a reconciliação era "o único caminho a seguir no Afeganistão".

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала