Lavrov: 'As relações entre os EUA e a Rússia estão sendo sabotadas'

© REUTERS / Sergei KarpukhinO ministro russo das Relações Exteriores, Sergey Lavrov e o secretário de Estado dos EUA, Rex Tillerson, chegam para uma coletiva de imprensa após as suas conversações em Moscou.
O ministro russo das Relações Exteriores, Sergey Lavrov e o secretário de Estado dos EUA, Rex Tillerson, chegam para uma coletiva de imprensa após as suas conversações em Moscou. - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O ministro russo das Relações Exteriores, Sergei Lavrov e o secretário de Estado dos EUA, Rex Tillerson, falam em coletiva de imprensa conjunta após uma reunião em Moscou, nesta quarta-feira.

Presidente rússo, Vladimir Putin, duranta coletiva de imprensa conjunta com Sergio Mattarella, presidente da Itália - Sputnik Brasil
Putin se encontra com o secretário de Estado norte-americano Rex Tillerson
As relações entre os Estados Unidos e a Rússia estão sendo sabotadas por terceiros interessados no desgaste entre as duas nações. Com esta declaração, o ministro russo das Relações Exteriores, Sergei Lavrov, abriu a primeira coletiva de imprensa com um alto funcionário da administração da Casa Branca sob a batuta de Trump.

Ao lado do secretário de Estado dos EUA, Rex Tillerson, Lavrov comentou sobre as recentes rusgas entre os dois países.

Lavrov considerou que os interesses dos dois países tendem a aumentar a negatividade entre Moscou e Washington, mas que "no geral, todos nós percebemos que a situação atual está longe de ser fácil, e a situação internacional está longe de ser fácil".

Reunião do Conselho de Segurança da ONU - Sputnik Brasil
Rússia vetará 'projetos destrutivos sobre a Síria' na ONU
O ministro russo destacou que a cooperação entre os americanos e os russos era importante para discussões mais "pragmáticas", como os acordos de redução de armamento nuclear.

"Estamos abertos a este diálogo… e não apenas ao diálogo, mas [ao] trabalho em conjunto", em áreas de interesse mútuo."Nós nos entendemos mutuamente depois das conversas de hoje", observou.

Tillerson destacou que há "um baixo nível de confiança" entre os EUA e a Rússia, mas negou a intenção de impor novas sanções a Moscou em decorrência da escalada do conflito com a Ucrânia. "Não discutimos sanções adicionais" afirmou. "Ele não fez nenhuma ameaça em nossas discussões hoje", confirmou Lavrov.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала