Mistério da Fossa das Marianas: cientistas encontram algo surpreendente nas profundezas

© Sputnik / Roman Denisov / Abrir o banco de imagensMergulhadores estudam o fundo
Mergulhadores estudam o fundo - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Um grupo internacional de cientistas encontrou substâncias orgânicas que apontam para a existência de seres vivos nas profundezas da crosta terrestre.

Os resultados da pesquisa realizada foram publicados no jornal cientifico PNAS, comunica o canal RT

Os traços de seres vivos foram descobertos em fragmentos de serpentinito (uma rocha metamórfica constituída predominantemente por minerais do grupo da serpentina), que se formou a grande profundidade (mais de 10 km) na área da Fossa das Marianas, no oceano Pacífico.

Segundo os dados científicos, nesta zona a vida é possível com temperaturas de 122° С e uma pressão 10 vezes superior à da Terra. Assim, os cientistas chegaram à conclusão que os microrganismos que deixaram marcas nos minerais habitaram a Fossa das Marianas a uma profundidade de até 10 km, na cratera de um vulcão de lama. 

Anteriormente, pesquisadores do Instituto Oceanográfico de Woods Hole haviam concluído que a temperatura das camadas superiores do manto da Terra é de 1400°C, mais 60°C do que se pensava antes.  

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала