Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

CIA revela como Israel escondeu suas atividades dos EUA

© AFP 2021 / SAUL LOEBLogo da CIA
Logo da CIA - Sputnik Brasil
Nos siga no
Israel escondia vários segredos da Agência Central de Inteligência dos EUA (CIA), conforme indicam documentos recentemente desclassificados, afirmou Amir Oren, autor do artigo para o jornal israelense Haaretz.

Isabelle Coutant-Peyre, advogada e esposa do terrorista venezuelano Ilich Ramírez Sánchez, e advogado suíço Marcel Bosonnet antes do início do processo judicial, em 13 de março de 2017 - Sputnik Brasil
'CIA dava ordens a presidente sírio através do presidente dos EUA', diz advogada de Chacal
Cerca de um milhão de documentos, divulgados recentemente pela agência de espionagem dos Estados Unidos, mostram a natureza da relação entre os dois aliados.

De acordo com os documentos em questão, EUA não estavam cientes das motivações secretas por trás da decisão de Israel de anunciar pela rádio pública os exercícios militares para testar a mobilização dos reservistas do Exército em abril de 1959. Este fato semeou o pânico no país e alertou os vizinhos árabes do território hebreu.

A verdadeira razão do falso anúncio buscava prolongar uma armadilha para a Força Aérea egípcia, criando a impressão de que Israel estava prestes a atacar.

Os líderes israelenses esperavam que o Egito respondesse ao anúncio com o envio de seus aviões para levar a cabo missões de vigilância sobre o deserto de Negev, onde a Força Aérea israelense poderia interceptá-los.

Premiê de Israel, Benjamin Netanyahu, durante visita a Washington realizou coletiva de imprensa conjunta com presidente Donald Trump, 15 de fevereiro de 2017 - Sputnik Brasil
'Um novo dia chegou': o que Netanyahu espera de Trump?
A CIA também não sabia que Golda Meir, primeira-ministra de Israel entre 1969 e 1974, tinha câncer terminal. Os agentes só ficaram sabendo de sua doença quando ela morreu em 1978.

"Não tínhamos a menor ideia de que ela sofria de uma doença fatal", reflete um dos documentos recentemente desclassificados.

Durante muito tempo, as relações entre os EUA e Israel são estreitas, mas os novos documentos levantam questões sobre o grau de confiança entre as agências de inteligência de ambos os países.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала