FSB: Líderes do Daesh estão preparando novos atentados na Rússia

© Sputnik / Igor Zarembo / Abrir o banco de imagensExercícios antiterroristas de forças especiais do FSB e Ministério do Interior russo
Exercícios antiterroristas de forças especiais do FSB e Ministério do Interior russo - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Hoje, terça-feira (11) o diretor do Serviço Federal de Segurança (FSB) russo, Aleksandr Bortnikov, declarou que os líderes do agrupamento terrorista Daesh (proibido na Rússia) se preparam para levar a cabo novos atentados no país.

Akbarzhon Dzhalilov, autor do atentado no metrô de São Petersburgo em 3 de abril de 2017, foto das redes sociais - Sputnik Brasil
9 fatos sobre o principal suspeito do atentado no metrô de São Petersburgo
O dirigente do FSB também afirmou que o recente atentado no metrô de São Petersburgo mostrou que os trabalhos que têm sido realizados para combater o terrorismo não correspondem completamente às ameaças existentes.

Além disso, Bortnikov assinalou que os migrantes econômicos representam o "núcleo" dos grupos terroristas no território russo, informando que em 2016 foram prevenidos 16 atendados com participação de cidadãos dos países da CEI (Comunidade doa Estados Independentes, organização que inclui várias ex-repúblicas soviéticas).

"Os resultados da análise das informações à nossa disposição mostram que o núcleo principal dos agrupamentos terroristas é constituído por cidadãos da CEI que chegam à Rússia integrados em fluxos de migrantes econômicos", afirmou Bortnikov durante uma reunião do Comitê Nacional Antiterrorista que encabeça.

Segundo ele, uma parte destas pessoas foi treinada e participou de ações militares no lado dos terroristas internacionais no território sírio e iraquiano.

"Apenas no ano passado, prevenimos 16 atentados em Moscou, São Petersburgo, Krasnoyarsk, Ekaterinburgo, Tula, Ufa, Sochi, Novosibirsk e Nizhny Novgorod. Os participantes dos grupos neutralizados eram cidadãos da CEI", afirmou.

"Foram eliminadas 46 células de organizações terroristas internacionais", acrescentou.

Aleksandr Kaverin, maquinista do trem do metrô de São Petersburgo no qual aconteceu o atentado em 3 de abril de 2017 - Sputnik Brasil
Maquinista da tragédia no metrô de São Petersburgo doou seu prêmio recebido para vítima
Para prevenir futuros atentados, o dirigente do FSB considera necessário introduzir medidas adicionais de controle fronteiriço e elevar a responsabilidade dos empresários que se aproveitam da mão-de-obra estrangeira, aperfeiçoando também a legislação nesta esfera.

"É preciso reforçar a cooperação de todas as entidades que lutam contra o terrorismo com os parceiros estrangeiros, elevar a expediência de troca de informações, tomar as medidas necessárias para deter os criminosos", resumiu.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала