'EUA tentaram minimizar riscos para militares russos', mas 'não há garantias'

© REUTERS / Kevin LamarqueO presidente dos EUA, Donald Trump, e novo conselheiro de segurança nacional, general Herbert McMaster, em 20 de fevereiro de 2017
O presidente dos EUA, Donald Trump, e novo conselheiro de segurança nacional, general Herbert McMaster, em 20 de fevereiro de 2017 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Herbert McMaster, assessor do presidente Trump, anunciou que os EUA "fizeram grandes esforços" para evitar riscos, mas nas operações militares "não há garantias".

Segunda imagem do ataque americano à base síria em Jan Sheijun. - Sputnik Brasil
Divulgadas primeiras imagens do ataque dos EUA à base síria (FOTOS, VÍDEOS)
Herbert McMaster, assessor de segurança nacional do presidente Trump, comentou à imprensa sobre o ataque dos EUA contra a base militar de Shayrat na Síria, dizendo que o país "fez grandes esforços" para evitar riscos aos russos, mas que nas operações militares "não há garantias", de acordo com a Sputnik International.

"Houve esforços para minimizar o risco para os cidadãos de países terceiros nesta base aérea — acho que você entendeu que estamos falando de russos, e fizemos grandes esforços para tentar evitá-lo. É claro que não há garantias a qualquer momento da operação militar ", disse McMaster.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала