Secretário-geral da OTAN: Aliança Atlântica deve aumentar gastos em defesa

© AFP 2022 / ADEM ALTAN O Secretário-geral da OTAN Jens Stoltenberg
O Secretário-geral da OTAN Jens Stoltenberg - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Considerando a proximidade da Europa da Rússia, da Síria e do Iraque, o secretário-geral da OTAN, Jens Stoltenberg chamou ao aumento das despesas militares dos países membros do bloco.

Deputados durante sessão na Câmara - Sputnik Brasil
Notícias do Brasil
Opinião: 'Melhor reforma política é a que resulta de consenso'
Após as declarações de Donald Trump de que os EUA são o país que mais contribui para o orçamento da Aliança Atlântica e de que esta está "obsoleta", Jens Stoltenberg exige que os países membros aumentem suas despesas militares para atingir dois por cento do PIB, revela o jornal alemão Handelsblatt após ter entrevistado o dirigente da OTAN.

Ao mesmo tempo, Stoltenberg assegurou que isso não será feito devido às referidas declarações de Trump ou ao fato de bloco dever aos EUA centenas de bilhões de dólares por apoio logístico, tecnológico e de transporte prestado por Washington.

"Após a Guerra Fria, era justificado diminuir os gastos na defesa. Mas, se diminuímos os gastos quando as tensões descem, podemos também aumentá-los quando tensões sobem — e elas agora estão subindo"disse Stoltenberg citado pela Deutsche Welle.

Entretanto, no decurso do encontro com os representantes da OTAN, o secretário de Estado dos EUA, Rex Tillerson apelou para que os europeus gastem mais na sua própria defesa, em particular, contra a ameaça russa.

Cerimônia de assinatura de uma parceria entre a Embraer e a americana Rockwell Collins, na LAAD, no Rio de Janeiro - Sputnik Brasil
'Brasil escolheu EUA como parceiro estratégico'
Nota-se que a contribuição financeira dos EUA atinge 70 por cento do orçamento total da OTAN, segundo informa a Deutsche Welle. Só quatro Estados-membros do bloco — Reino Unido, Grécia, Estônia e Polônia — cumprem suas obrigações, canalizando dois por cento do seu PIB para a defesa.

Além disso, Jens Stoltenberg destacou que a saída do Reino Unido da UE não irá afetar a participação do país na Aliança Atlântica: "Isso não mudará as relações com a OTAN".

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала