Presidente da Colômbia declarou estado de calamidade pública após série de deslizamentos

Nos siga noTelegram
O presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, declatou estado de calamidade pública no município de Mocoa, capital do departamento de Putumayo, neste sábado.

Fortes chuvas causam tragédia na Colômbia - Sputnik Brasil
Número de mortes por deslizamentos na Colômbia aumenta para 154 pessoas
Um dos departamentos mais pobres do país foi atingido nesta madrugada por deslizamentos de lama e de pedra, que até agora deixaram um saldo de 154 mortos e mais de 200 feridos.

"Acabamos de saír de uma reunião, na qual, antes de tudo, delcaramos estado de calamidade pública para atender à todas as vítimas", declarou Santos aos jornalistas, presentes no local da tragédia, segundo divulgado pela Presidência da Colômbia.

Santos está em Mocoa, para participar pessoalmente dos trabalhos de assistência à população. Em sua conta de Twitter, o chefe de Estado lamentou o ocorrido. "Nossos corações estão com as vítimas e famílias afetadas por esta tragédia. Não vamos falhar na nossa ajuda #TodosConMocoa".

​As fortes chuvas na região causaram o transbordamento dos rios e o deslizamento de terras, causando destruição em diversos bairros da cidade colombiana. Apenas ao amanhecer as autoridades tiveram uma avaliação mais precisa dos estragos.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала