WSJ: investigação da 'interferência' russa nas eleições dos EUA está num impasse

CC BY 2.0 / Stephen Melkisethian / Prédio do Congresso dos EUA, Washington
Prédio do Congresso dos EUA, Washington - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A investigação do Comitê especial de inteligência do Congresso norte-americano sobre a "interferência" russa nas eleições dos EUA parece estar num impasse, informa o Wall Street Journal citando as declarações do congressista democrata Eric Swalwell.

"Atualmente está tudo parado, ainda nem estamos realizando os encontros regulares que já estavam marcados", diz o congressista.

Tropas norte-americanas passam através Alemanha para Leste Europeu - Sputnik Brasil
EUA pretendem aumentar sua presença militar na Europa para conter a Rússia
Segundo dados do jornal, a razão principal da pausa forçada são as discordâncias dentro do Comitê. Os Democratas exigiram que o chefe do Comitê, Devin Nunes, fosse afastado dessa investigação, por ele fazer o jogo da Casa Branca. Por sua vez, Devin Nunes recusou oficialmente satisfazer essas exigências e adiou as reuniões a portas fechadas com participação dos chefes da Agência Federal de Investigação (FBI, em sigla inglesa) e da Agência de Segurança Nacional (NSA).

A segunda razão para a pausa na investigação são as tentativas do Departamento de Justiça para interromper a inquirição de uma "testemunha crucial" — a ex-procuradora-geral dos EUA Sally Yates. Ela foi informada que durante o interrogatório não será permitido apresentar provas e revelar o teor das suas conversas com o presidente norte-americano, Donald Trump, sem consultas prévias com a Casa Branca.

Bandeiras da Turquia e da UE - Sputnik Brasil
Opinião: Ocidente e EUA usam líderes orientais como fantoches
O chefe do FBI, James Comey, confirmou na semana passada que a Agência está investigando laços possíveis de Trump com a Rússia, mas nada foi dito sobre as conclusões. Investigações semelhantes foram iniciadas nos comitês de inteligência do Senado e da Câmara de representantes.

A Rússia já tem retiradamente desmentido as acusações dos serviços secretos dos EUA em relação às tentativas de interferir nas eleições dos EUA. Mas o Kremlin chamou tais acusações, de conexão entre a sede de campanha eleitoral de Donald Trump e a inteligência russa feitas pela mídia, de infundadas. Além disso, a Casa Branca também as desmentiu.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала