Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Chanceler russo: Ocidente silencia a dimensão do que está acontecendo em Mossul

© AP Photo / Felipe DanaMenino anda de bicicleta em um dos bairros libertados na parte ocidental de Mossul, no Iraque
Menino anda de bicicleta em um dos bairros libertados na parte ocidental de Mossul, no Iraque - Sputnik Brasil
Nos siga no
Países ocidentais continuam encobrindo a extensão da situação humanitária em Mossul no Iraque, disse o chanceler russo Sergei Lavrov.

"Todo mundo se lembra de como reagiram emocionalmente os países ocidentais e mídia controlada por eles à situação em Aleppo, na Síria. Ao mesmo tempo, eles continuam "retocando" a situação humanitária em Mossul, abafando a escala do que está acontecendo. Enquanto isso, quase quatro centenas de milhares de pessoas que se viram nas condições mais difíceis deixaram a cidade", disse ele em uma entrevista ao jornal Argumenty i Fakty.

Comentando a operação da coalizão liderada pelos Estados Unidos em Mossul, Lavrov expressou a opinião de que "a comparação de suas ações com ‘uma operação cirúrgica' não é apropriada no contexto das numerosas vítimas entre os civis e a destruição de infraestrutura".

"No entanto, no teatro de operações iraquiano ocorreu uma mudança radical. No aspeto militar, o ‘califado' está sendo derrotado", acrescentou.

Carros blindados e civis na parte oriental de Mossul - Sputnik Brasil
'Tragédias de Mossul são claramente abafadas pela mídia internacional'
A operação na parte ocidental de Mossul continua desde fevereiro com participação da aviação da coalizão internacional liderada pelos EUA. A mídia iraquiana relatou esta semana que pelo menos 200 pessoas se tornaram vítimas do bombardeio de Mossul ocidental.

Os ataques aéreos são efetuados pelas forças aéreas da coalizão internacional liderada pelos Estados Unidos no âmbito da operação contra o grupo terrorista Daesh. A coalizão prometeu investigar os relatos. Neste caso, o serviço de imprensa da coalizão não confirmou diretamente as informações da mídia sobre a morte de civis. No comunicado do serviço de imprensa se observa que "as informações sobre este caso estão sendo verificadas".

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала