Berlim pede investigação ao ataque aéreo mortífero conduzido pelos EUA no Iraque

© Foto / US Air ForceCaças da Força Aérea americana
Caças da Força Aérea americana - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Berlim pediu para investigar o ataque aéreo de 17 de março da coalizão liderada pelos EUA no Iraque, que teria provocado a morte de civis.

De acordo com o Ministério das Relações Exteriores da Alemanha, o ataque aéreo da coalizão norte-americana no oeste de Mossul, no Iraque, que teria causado vítimas civis há duas semanas, deve ser investigado.

"Estamos chocados quando ocorrem tais desastres. É claro que isso deve ser investigado, o objetivo para aqueles que estão unidos nesta coalizão é evitar esses trágicos acontecimentos no futuro", disse o porta-voz do ministério, Stefen Seibert.

Veículo militar da Polícia Federal iraquiana em Mossul, 24 de março de 2017 - Sputnik Brasil
Iraque suspende operação de Mossul devido ao grande número de vítimas entre civis
Sputnik citou um representante da Frente Turcomena do Iraque que confirmou, no seguimento dos relatos da imprensa na semana passada, a morte de 200 civis devido a bombardeios realizados por forças da coalizão sobre as posições do Daesh em Mossul. Contudo, não ficou claro dos vários relatórios se as vítimas se deveram a ataques aéreos ou ao fogo das forças terrestres iraquianas.

Seibert reiterou a posição de Berlim de que a Alemanha é parte da coalizão anti-Daesh de 68 membros "no sentido mais amplo, que consideramos essa luta como correta e necessária".

O brigadeiro-general da Força Aérea dos EUA Matthew Isler teria dito que os militares dos EUA estão conduzindo sua própria investigação ao incidente de quinta-feira. No domingo, a coalizão disse que o ataque aéreo de 17 de março foi realizado "a pedido das Forças de Segurança do Iraque".

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала