Fundo de Emergência? Força Aérea dos EUA pede US$ 147 mi para construir jato secreto

© AFP 2022 / USAF / Força Aérea dos EUAUS Air Force shows an F-117 Nighthawk stealth fighter
US Air Force shows an F-117 Nighthawk stealth fighter - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O projeto de "dominação aérea de próxima geração" da Força Aérea dos EUA (NGAD) revisou casualmente suas necessidades orçamentárias de 2017 - de US$ 20 milhões para US$ 167,8 milhões, informou a Defense News.

O novo orçamento do presidente norte-americano, Donald Trump, inclui um forte aumento no financiamento do programa, que a Força Aérea diz que é vital para manter a superioridade aérea durante as próximas duas décadas. Os EUA têm inventado novas ameaças aéreas a um ritmo tórrido desde 2001, primeiro implantando o F-22 Raptor em 2005 antes de liberar o F-35 Joint Strike Fighter para combate em 2015.

Conceito de caça F/A-XX apresentado pela Boeing em 2013 - Sputnik Brasil
Força Aérea dos EUA desenvolve projeto de caça do futuro
O serviço está "tentando fazer isso começar", disse o tenente General Arnold Bunch durante uma conferência em 22 de março. A Força Aérea dos EUA acredita que, investindo nas tecnologias certas, tomará decisões mais inteligentes no futuro, disse ele. Com esse investimento, a Força Aérea pode "tomar decisões inteligentes" e "desenvolver essas tecnologias em várias frentes".

A administração do ex-presidente Barack Obama pediu que o relatório sobre a superioridade aérea 2030 seja concluído em 2017, de acordo com a Defense News. Quando a Força Aérea divulgou seu estudo ao público, pelo menos uma conclusão não surpreendeu: o programa exigiria mais fundos para "aderir a essa visão" da superioridade aérea até 2030.

"Precisamos ter algo até o final da década de 2020", disse o general Alexus Grynkewich no ano passado, acrescentando que 2028 parecia ser um "cronograma realista" para "ter alguma operacionalidade inicial de uma capacidade de contra-ar (PCA)."

O jato NGAD está planejado para eventualmente substituir o Boeing F-15 e Lockheed Martin F-22, informou a National Interest em outubro. O PCA tem dezenas de capacidades que incluem, além do jato, uma série de sistemas de logística; inteligência, vigilância e reconhecimento (ISR); e plataformas de comunicações.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала