Maduro acusa EUA de pressionar governos para apoiar interferência na Venezuela

© Juan Barreto/AFPNicolas Maduro
Nicolas Maduro - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O presidente venezuelano, Nicolás Maduro, acusou os Estados Unidos de pressionarem os governos estrangeiros para garantir apoio à intromissão nos assuntos da Venezuela.

Nicolás Maduro, presidente venezuelano, em uma noite de homenagem a Hugo Chávez em Moscou, no jardim Ermitage - Sputnik Brasil
Chefe da OEA: Venezuela deve promover eleições gerais ou enfrentar suspensão do bloco
"O Departamento de Estado [dos Estados Unidos] mobilizou todos os seus embaixadores em todo o mundo, pressionando os governos para conseguir intervir na Venezuela", afirmou Maduro, citado pela emissora Globovision nesta terça-feira.

O presidente acrescentou que uma manifestação contra a interferência dos EUA será realizada no dia 26 de março e que ele participará pessoalmente do evento.

As relações entre os EUA e a Venezuela pioraram após notícias de supostas violações dos direitos humanos durante os protestos contra o governo de Maduro em Caracas, em fevereiro de 2014. Em dezembro de 2015, o ex-presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, aprovou sanções contra vários indivíduos supostamente responsáveis ​​pelas violações dos direitos humanos.

O presidente da Venezuela afirmou, em diversas ocasiões, estar seguro de que grupos norte-americanos financiam os partidos de oposição no país.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала