Israel boicota sessão do Conselho de Direitos Humanos da ONU

© Sputnik / Vladimir AstapkovichBandeira de Israel
Bandeira de Israel - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Israel boicotou nesta segunda-feira (20) uma sessão do Conselho de Direitos Humanos da ONU, que discutiu a construção de assentamentos israelenses em territórios palestinos.

Durante a sessão, o relator especial da ONU sobre a situação dos direitos humanos nos territórios palestinos, Michael Lynk, condenou a ativação das atividades israelenses de assentamento nos territórios palestinos.

Ministério das Relações Exteriores da Rússia na Praça Smolenskaya-Sennaya, Moscou - Sputnik Brasil
Moscou censura Israel em defesa da Palestina
Um representante da Palestina ecoou as palavras de Lynk dizendo que a situação na Palestina pode se tornar instável e desastrosa até 2020. 

O governo israelense se recusa a reconhecer a Palestina como uma entidade política e diplomática independente, mantêm a constante construção de assentamentos nas áreas ocupadas, apesar das objeções das Nações Unidas.

Atualmente, mais de 500 mil colonos judeus vivem na Cisjordânia, incluindo em Jerusalém Oriental, segundo dados da ONU. Os assentamentos são considerados ilegais pelas Nações Unidas, e o território da Cisjordânia é considerado território ocupado pelo Tribunal Internacional de Justiça.

O Conselho de Segurança da ONU, em 23 de dezembro, aprovou uma resolução, condenando os assentamentos israelenses em território palestino.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала