Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Opinião: Bloqueio de Donbass acabou com ideia da reunificação da Ucrânia

© REUTERS / Konstantin ChernichkinRadicais ucranianos, participantes do bloqueio, na estação de Krivoy Torets, na região de Donetsk, 27 de fevereiro de 2017
Radicais ucranianos, participantes do bloqueio, na estação de Krivoy Torets, na região de Donetsk, 27 de fevereiro de 2017 - Sputnik Brasil
Nos siga no
A decisão de Kiev de organizar o bloqueio de Donbass está em contradição com os Acordos de Minsk e acaba com a possibilidade de que as repúblicas de Donetsk e Lugansk voltarem a integrar o país, acredita Bernd Johann, colunista da Deutsche Welle.

Ele opina que a suspensão das comunicações rodoviárias apenas acelerará o processo de dissolução do país.

"É Kiev que mina a unidade da nação. A decisão da administração de Poroshenko de bloquear o Donbass pode ter consequências graves para o sudeste da Ucrânia", escreve Bernd Johann no seu artigo para Deutsche Welle.

Presidente da Ucrânia Pyotr Poroshenko - Sputnik Brasil
Radicais ucranianos pressionam Poroshenko
A iniciativa do Conselho de Segurança Nacional da Ucrânia foi uma espécie de concessão aos radicais ucranianos, que durante dois meses estavam bloqueando as comunicações ferroviárias entre Kiev e repúblicas autoproclamadas.

"Assim, os planos do governo sobre reintegração de Donbass viraram palavreado vazio", sublinha autor.

Ele também destaca que o comportamento das autoridades ucranianas contradiz os Acordos de Minsk: "Kiev coloca os líderes dos países que tentam regular o conflito em Donbass numa posição incómoda".

Bernd Johann considera que França e Alemanha tomarão uma posição cética em relação a iniciativa de Kiev.

Ministro das Relações Exteriores russo Sergei Lavrov durante o encontro com o presidente do Comitê Internacional da Cruz Vermelha, Peter Maurer, Moscou, Rússia, novembro de 2016 - Sputnik Brasil
Rússia: Kiev deve desistir do 'bloqueio total' contra Donbass
Anteriormente Concelho da Segurança Nacional da Ucrânia havia deliberado suspender o transporte de mercadorias dos territórios não controlados por Kiev. O Governo ucraniano explicou que o passo é necessário para "proteger interesses nacionais da Ucrânia devido ao agravamento da situação na zona de conflito". O premiê francês, Jean-Marc Ayrault, e representantes do Departamento de Estado dos EUA se manifestaram a favor do levantamento de bloqueio de Donbass o mais rápido possível.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала