- Sputnik Brasil
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

Centenário da Revolução russa de 1917 repercute no Brasil literário

© SputnikRevolução russa, fevereiro de 1917
Revolução russa, fevereiro de 1917 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Para comemorar o evento que definiu boa parte do século XX, a editora Boitempo lança uma coleção de livros dedicados à Revolução russa de 1917.

Talvez valha dizer que houve duas revoluções: a de Fevereiro e a de Outubro. A Revolução de Fevereiro foi, em um sentido, a precursora da que foi depois chamada de Grande Revolução de Outubro. Esta segunda fez, posteriormente, com que muitas coisas na Rússia fossem chamadas com o nome do mês, verdadeiro xodó da União Soviética.

Desfile militar em Moscou em comemoração à Revolução de Fevereiro (Arquivo) - Sputnik Brasil
Fevereiro de 1917: Revolução Russa inspirou mudanças na América Latina
A editora-chefe da Boitempo, Ivana Jinkings, concedeu um comentário exclusivo à Sputnik Brasil descrevendo assim o objetivo do projeto editorial:

"Muito já se escreveu sobre estes eventos e o balanço de seus erros e acertos está longe de se consolidar. Quase três décadas após o fim do regime socialista na União Soviética, talvez já seja possível ter um olhar mais objetivo sobre o tema."

Uma atenção especial é prestada à influência cultural, e não somente à política, da Revolução Russa.

"Realizada num país atrasado, em meio a um conflito de largas proporções — a I Guerra Mundial — e em um momento em que o capitalismo monopolista assumia um vigor inusitado, a Revolução de 1917 produziu reflexos em inúmeras áreas do conhecimento. Não há praticamente domínio da cultura que tenha ficado imune a seus impulsos.

Reprodução do quadro Revolução de Fevereiro de Vladimir Kuztensov, ano de 1926 - Sputnik Brasil
'Revolução de Fevereiro foi profundamente progressista, não teve igual'
Arquitetura, música, artes plásticas, artes cênicas, fotografia, cinema, publicidade, entre outros, foram tocados de forma indelével pelo formidável movimento de massas desencadeado naquele país. Os livros e antologias que serão publicados ao longo de 2017 procuram abarcar, de forma multidisciplinar, alguns dos acontecimentos complexos que afetaram a vida de milhões de pessoas. Se com isso pudermos despertar a curiosidade para um estudo mais aprofundado sobre assunto tão vasto, nossos objetivos terão sido plenamente alcançados", sublinha Jinkings.

O mês de março, no qual se celebra o Dia das Mulheres, acolherá um dos lançamentos mais discutidos e esperados deste ano: "A revolução das mulheres — emancipação feminina na Rússia Soviética". O livro (que, entre outros escritos feministas, contém também obras de Aleksandra Kollontai, primeira embaixadora da União Soviética) foi preparado por uma equipe completamente feminina, chefiada pela tradutora e especialista em cultura e literatura russa Graziela Schneider.

Além disso, a editora prepara vários títulos sobre Vladimir Lenin (inclusive "O Estado e a revolução", pelo próprio líder da Revolução de Outubro) e sobre vários assuntos da revolução, por exemplo, "Arte e cultura na Revolução Russa", coletânea organizada por Bruno Gomide, da Universidade de São Paulo (USP).

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала