Times: Reino Unido desaprendeu de colaborar com a Rússia

Nos siga noTelegram
Depois da Guerra Fria a chancelaria britânica perdeu a competência nos assuntos ligados à Rússia. Como resultado Londres não foi capaz de avaliar adequadamente a situação relativamente à Crimeia, escreve o Times.

O Comitê das Relações Exteriores da Câmara dos Comuns do Reino Unido publicou um relatório sobre o estado das relações entre Londres e Moscou. Os autores do documento recomendam melhorar os laços entre os dois países, que estão em declínio desde a dissolução da União Soviética.

Farol no oeste da península de Crimeia, Rússia - Sputnik Brasil
Político ucraniano afirma que EUA têm todo direito de reivindicar Crimeia
Jonathan Eyal, vice-chefe do Instituto Real das Pesquisas de Defesa (Royal United Services Institute, RUSI) considera que os diplomatas enfrentaram "atrofia do conhecimento e perda da memória coletiva". Segundo suas palavras, a chancelaria britânica deixou a se interessar pela Rússia quando percebeu que a ameaça da corrida armamentista pertencia ao passado.

"Pelo menos durante dez anos estava claro que nas relações entre a Rússia e Ocidente alguma coisa estava errada mas ninguém fez nada a esse respeito", sublinha Eyal. Ele opina que a reação de Londres à reunificação da Crimeia com a Rússia demostrou de modo patente a falta da competência nos círculos diplomáticos britânicos.

"Poucos aqui compreenderam qual a importância histórica que a Crimeia tem para a Rússia e como a península é importante de ponto de vista emocional. Não percebemos como tudo era muito sério e fomos longe demais", considera o analista.

De acordo com a publicação do Times, Eyal acha que o governo precisa de "pelo menos um decénio" para formar um corpo diplomático mais competente.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала