Espaço sem disputas: Rússia e EUA planejam atingir acordo sobre Sea Launch

© FotoEstação Espacial Internacional (EEI)
Estação Espacial Internacional (EEI) - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A assinatura do acordo entre a empresa norte-americana Boeing sobre a regulação de disputas que surgem no desenvolvimento do projeto Sea Launch (Lançamento Marítimo), até a venda do cosmódromo para o S7 Group russo, vai ser efetuada em breve, comunicou à Sputnik diretor-geral da corporação espacial Energia Vladimir Solntsev.

Navio Sea Launch Commander destinado para lançamentos espaciais, do consórcio internacional Sea Launch - Sputnik Brasil
Companhia aérea russa compra cosmódromo flutuante Sea Launch (VÍDEO)
Anteriormente havia sido comunicado que o contrato da NASA com a empresa Boeing iria ser assinado no prazo de um mês. A empresa Energia planeja reembolsar a dívida de 330 milhões de dólares perante a Boeing nos próximos dois anos. 

"Se espera que a assinatura final dos documentos que são incluídos no 'acordo voluntário' aconteça em breve. A empresa S7 não participa diretamente na preparação e cumprimento do acordo internacional e não vai efetuar nenhuns pagamentos, isto são questões entre a Energia e a Boeing. E a Energia agradece à corporação estatal Roscosmos a possibilidade de ceder um número determinado de lugares nos aparelhos Soyuz para os nossos parceiros", acrescentou Vladimir Solntsev. 

Segundo diz ele, a cedência de lugares nas Soyuz representa só uma parte das relações diversificadas com a Boeing.

​A corporação espacial Energia e a Boeing são parceiros em uma série de programas no domínio da cosmonáutica pilotada. A Energia está desenvolvendo a nova espaçonave tripulada "Federação", a Boeing – "Starliner CST-100".

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала