'Um novo dia chegou': o que Netanyahu espera de Trump?

© REUTERS / CARLOS BARRIAPremiê de Israel, Benjamin Netanyahu, durante visita a Washington realizou coletiva de imprensa conjunta com presidente Donald Trump, 15 de fevereiro de 2017
Premiê de Israel, Benjamin Netanyahu, durante visita a Washington realizou coletiva de imprensa conjunta com presidente Donald Trump, 15 de fevereiro de 2017 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
"Um dia novo e bom" começa nas relações entre EUA e Israel com a posse de Donald Trump, afirmou Benjamin Netanyahu ao discursar na sessão do governo israelense.

Primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu - Sputnik Brasil
Israel dará 'resposta poderosa' a todos os atacantes
Durante a sessão, ele falou dos resultados da sua visita a Washington realizada nesta semana. Na quarta-feira (15), Netanyahu se encontrou com Donald Trump, de quem ele espera maior apoio e entendimento se comparados ao recebido presidência de Barack Obama, especialmente nos assuntos relacionados a Israel com Palestina.

"Há de destacar que ao terminar nosso encontro com Trump ele apertou minha mão e disse que nas relações entre Israel e EUA começa novo dia. Ele disse: ‘A new day'. Tenho que dizer, este novo dia promete ser bom", afirmou Netanyahu.

Referindo-se à visita aos EUA com "histórica", já a aliança entre dois países de "reforçada". As mudanças, como explicou premiê de Israel, podem ser explicadas pela antiga simpatia que existe entre ele e Trump. Além disso, as duas autoridades possuem visão comum sobre situação atual e futuro do Oriente Médio.

"Ambos enxergamos a ameaça crescente apresentada pelo o Irã e a presença agressão do país iraniano quando a deferentes áreas", declarou Netanyahu.

Benjamin Netanyahu, premiê de Israel, em aperto de mãos com o presidente dos EUA, Donald Trump - Sputnik Brasil
Trump promete trabalhar em 'grande acordo de paz' entre Israel e Palestina
Os políticos concordaram em criar grupos conjuntos para desenvolver cooperação na área da economia e segurança. Um destes grupos se ocupara das negociações assentamentos israelenses na Cisjordânia. Mas, como confessou Netanyahu, Trump pediu que Israel "esperasse um pouco" para desenvolver assentamentos mencionados. Relevando que não chegaram a um acordo sobre o tema em questão.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала