Jornalista do Welt foi preso na Turquia, acusado de terrorismo

© AFP 2022 / OZAN KOSEParticipantes do protesto contra censura na mídia turca, Istambul, Turquia, 27 de novembro de 2015
Participantes do protesto contra censura na mídia turca, Istambul, Turquia, 27 de novembro de 2015 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A polícia da Turquia deteve um jornalista do jornal alemão Welt, acusado de fazer parte de um grupo terrorista e de propaganda extremista, informou a agência Associated Press.

Jornal turco Cumhuriyet - Sputnik Brasil
OSCE: Turquia usa leis antiterroristas para restringir liberdade de imprensa
Segundo a agência, o jornalista Deniz Yucel, que possui dupla cidadania alemã e turca, estava cobrindo as notícias sobre a invasão do e-mail do ministro da Energia da Turquia, Berat Albaykar, cuja correspondência foi publicada pelo site Wikileaks. 

O editor-chefe do jornal alemão disse que Yucel era "um excelente funcionário" e expressou a esperança de um "julgamento honesto, que provará a sua inocência". 

Segundo a agência, o ministério das Relações Exteriores alemão comunicou que o jornalista foi detido na quinta-feira. "Esperamos que as investigações das autoridades turcas sobre o caso de senhor Yucel sejam realizadas conforme a prevalência das lei e que ele seja tratado de forma justa. Inclusive, esperamos o respeito à liberdade de expressão, garantida pela constituição da Turquia", citou a agência o comunicado da chancelaria alemã.

O site Wikileaks publicou a correspondência do e-mail pessoal do ministro da Energia da Turquia, Berar Albaykar, que é genro do presidente do país, Recep Tayyip Erdogan. Wikileaks publicou 57,9 mil e-mals de políticos turcos, relativos ao período entre 2000 e setembro de 2016.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала