No Irã é encontrado observatório de cerca de 1.500 anos

© Sputnik / Knyazhinsky / Abrir o banco de imagensPlacas do arquivo de Tell el-Amarna
Placas do arquivo de Tell el-Amarna - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Durante escavações realizadas no sul do Irã, arqueólogos encontraram um observatório milenar, mais especificamente, da idade entre os séculos III e VII d.C.

Nas escavações do cômoro Paregan, na província de Khormozgan no sul do Irã, historiadores iranianos encontraram vestígios de um antigo observatório, que, aparentemente, pertence ao reinado da dinastia Sassânida do Irã (224 — 651 d.C.).

Eis o que declarou Ali Asadi, chefe da equipe de arqueólogos, à agência de notícias Tasnim, citada pela Sputnik Persa.

De acordo com Asadi, o cômoro atraiu a atenção de historiadores pela primeira vez em 2005, quando foi realizada uma análise arqueológica na área da província de Khormozgan.

​A primeira fase das escavações de Paregana começou em 2011.

"Julgando pela localização da cerâmica, do ponto de vista cronológico, este objeto pertence ao reinado da dinastia Sassânida, disse Asadi. No entanto, os cientistas continuam trabalhando na datação dos artefatos encontrados."

Juliana Titaeva, passista russa da Escola de Samba Portela - Sputnik Brasil
Notícias do Brasil
Tem russa no Sambódromo
Vale destacar que estruturas cíclicas específicas foram encontradas no cômoro.

"Pode-se concluir que esta construção serviu como laboratório astronômico", disse ele.

Para verificar os resultados, a equipe de pesquisa de Asadi iniciou a segunda fase das escavações: arqueólogos já receberam a licença apropriada da Organização do patrimônio cultural, turismo e artesanato do Irã e deram início aos trabalhos.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала