Argélia exige que França pague indenizações às vítimas pelos testes nucleares no Saara

© AFP 2022 / HOCINE ZAOURADeserto do Saara
Deserto do Saara - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Na Argélia, concluiu-se o Fórum Nacional "Explosões nucleares da França no Saara argelino e seus efeitos sobre os seres humanos e o meio ambiente", organizado no âmbito do 57º aniversário dos testes nucleares de 13 de fevereiro de 1960.

Durante o fórum, o advogado que investiga a legalidade das explosões realizadas, Fatima al Zahra bin Brahim disse que políticos franceses através das negociações com os seus colegas argelinos admitiram o crime cometido.

La luna - Sputnik Brasil
Primeira explosão nuclear ajuda cientistas a revelar segredos do nascimento da Lua
O especialista militar argelino, coronel Muhammed Halfawi, disse à Sputnik Árabe que "a França reconhece o fato da realização de testes nucleares e químicos, mas se recusa a pagar indenizações às vítimas. Juntamente com essas pessoas, estamos ativamente solicitando que a França pague indenizações para as famílias das vítimas das explosões e para aqueles que sofreram os efeitos da realização dos testes".

"Há documentários que contam como foram realizados os testes. Torna-se claro que os franceses não compreendiam a força exata da explosão. Mostra-se como os generais apressadamente deixaram o local da experiência em aeronaves, pois o poder da bomba excedeu significativamente os seus cálculos."

Segundo ele, os argelinos lutam há muito tempo: "Uma confissão política não é o suficiente. Entre nós vivem as famílias dos que morreram e eram aleijados. Reações nucleares continuarão durante milhões de anos. A França deve reconhecer os direitos dessas pessoas".

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала