Onda de descontentamento: fabricantes europeus atacam Lockheed Martin por causa do F-35

© Sputnik / Aleksei Kudenko / Abrir o banco de imagensCaça F-35 Lightning II no show aéreo "Farnborough-2014"
Caça F-35 Lightning II no show aéreo Farnborough-2014 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O presidente da associação das empresas de defesa italianas AIAD acusou a Lockheed Martin norte-americana de violar as suas obrigações sobre a participação do seu país no projeto do F-35.

Caça norte-americano da quinta geração F-35 - Sputnik Brasil
'Problemático' caça F-35 domina os céus, mas por enquanto só na realidade virtual
Associações italianas deviam participar da concepção e assistência do avião de combate. Mas parece que esses projetos teriam sido abandonados. 

Segundo o presidente da AIAD, Guido Crosetto, isso prejudica os empresários italianos e ameaça a existência do centro de assistência criado no país, comunica o site Defense-aerospace.com

Segundo disse Crosetto que ocupou o posto do vice-ministro da Defesa da Itália (2008-2011), se o seu país for excluído do programa, isso terá "consequências políticas".

A partir de 2002, Itália investiu cerca de bilhão de dólares no projeto do caça norte-americano de quinta geração. O projeto é financiado também pelo Canadá, Grã-Bretanha, Países Baixos, Noruega, Dinamarca, Austrália e Turquia. 

O caça F-35 é o projeto militar mais caro jamais realizado pelo Pentágono: o seu custo atinge mais de 400 bilhões de dólares. 

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала