Rússia desenvolve nave multiuso para passeios no espaço

Nos siga noTelegram
O correspondente especial da Sputnik falou com Pavel Pushkin, diretor da KosmoKurs, para saber mais sobre os detalhes do projeto.

Robô-cosmonauta antropomórfico no Centro de preparação de cosmonautas, Rússia (foto de arquivo) - Sputnik Brasil
Cientistas russos elaboram tecnologia que permite dirigir robôs no espaço
De acordo com Pavel Pushkin, a data dos primeiros testes depende dos avanços no projeto, mas, conforme os dados preliminares, os voos de teste podem ser realizados em 2019-2020. E já em 2018 será aberta a lista de reservas para comprar passagens. O preço anunciado é de 200-250 mil dólares (622-777 mil R$). O primeiro voo de teste será realizado sem passageiros.

"Nós já recebemos vários pedidos de cidadãos russos que querem viajar. Duas pessoas expressaram a vontade firme de voar e estão esperando os primeiros exames médicos", afirmou Pushkov.

Para garantir a segurança e o bem-estar dos turistas, estes só poderão voar depois de passar um programa de preparação de três dias e exames médicos.

O primeiro passo, destaca Pushkov, será a comissão médica para perceber se a pessoa pode aguentar o voo espacial. Depois, durante a preparação no cosmódromo serão realizadas consultas finais.

"Para estas fins serão chamados especialistas na área da medicina espacial, que darão as recomendações para os voos. Ninguém deixará voar uma pessoa que tenha contraindicações. Por isso, estamos interessados em testes objetivos e independentes", frisou o diretor da KosmoKurs.

Destaca-se também que ainda não foi aprovado o contato de seguro, mas, conforme o exemplo dos Estados Unidos, a legislação de seguros deverá ter cláusulas sobre voos espaciais. A legislação norte-americana pressupõe que o turista assine um contrato, não podendo (ele ou seus familiares) se queixarem em caso de danos físicos o de morte.

O cosmódromo a partir de qual será lançada a primeira espaçonave ainda não foi escolhida. Estão sendo considerados o Kapustin Yar (no sul da Rússia) ou o Baikonur. A infraestrutura terrestre, além do base do lançamento, exige um complexo técnico, área da aterrissagem e hotéis para turistas e centros de preparação.

O turista espacial poderá realizar um voo de 15 minutos com um grupo de 6 pessoas. Depois de nave alcançar a altitude de cerca de 100 km sobre a Terra cada turista passará 5-6 minutos em situação de imponderabilidade.

Foguete russo Soyuz FG, portador da nave espacial Soyuz MS, é lançado a partir do cosmódromo de Baykonur - Sputnik Brasil
Para continuar viajando à EEI, NASA necessita de astronaves russas pelo menos até 2019
Pavel Pushkin assegurou que todo equipamento de voo será elaborado conforme as exigências mais altas de segurança e conforto.

Falando da atividade da SpaceX e das últimas falhas durante o lançamento, o diretor da KosmoKurs indicou as causas principais dos fracassos enfrentados pela companhia.

"Os danos principais da SpaceX foram provocados pelo esquema de aterrissagem muito dura. Há outra companhia americana, a Blue Origin, que usa um esquema mais suave, para o qual estamos nos orientando", explicou Pavel Pushkin, frisando que a colaboração entre a KosmoKurs e várias empresas estrangeiras é muito provável.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала