Moscou revela o que espera da nova doutrina nuclear dos EUA

© AP Photo / Dmitry LovetskyMinistério das Relações Exteriores da Rússia, em Moscou
Ministério das Relações Exteriores da Rússia, em Moscou - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Moscou espera que a nova variante da doutrina nuclear norte-americana não inclua o uso indiscriminado de armas nucleares, afirmou à Sputnik uma fonte no Ministério das Relações Exteriores russo.

"A alteração da doutrina, incluindo no que se refere às armas nucleares, é uma coisa habitual. A pergunta a fazer é em que direção a doutrina atual será revisada", destacou o diplomata.

Ele fez lembrar que a doutrina atual de Washington prevê "a possibilidade de usar o armamento nuclear nos casos em que os interesses vitais dos EUA são afetados".

"O que é isso? Ninguém sabe. Isso será definido pela administração dos EUA, não há nenhuma clareza aqui, isso é muito diferente da doutrina russa, que estabelece precisamente as circunstâncias em que o uso das armas nucleares é teoricamente possível", concluiu a fonte.

O presidente dos EUA, Barack Obama, em visita histórica a Hiroshima, em 27 de maio de 2016, presta homenagem às vítimas da bomba atômica que destruiu a cidade há mais de 70 anos - Sputnik Brasil
Trump defende expansão das capacidades nucleares dos Estados Unidos
Anteriormente, o comandante da Força Aérea dos EUA, David Goldfein, afirmou que na primavera os EUA poderão revisar a sua doutrina nuclear.

O Congresso norte-americano requer uma nova doutrina de cada administração. 

A última doutrina foi elaborada pela administração de Barack Obama em 2010. Segundo o documento, a maior ameaça para os EUA se tornou, pela primeira vez, o armamento nuclear nas mãos dos terroristas e a proliferação da arma de destruição em massa.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала