Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Opinião: resposta de Trump à afronta contra Putin foi dura e inesperada

© AFP 2021 / Don EmmertDonald Trump em coletiva Nova Iorque
Donald Trump em coletiva Nova Iorque - Sputnik Brasil
Nos siga no
O analista político Mikhail Sinelnikov-Oreshak acrescentou à rádio Sputnik que a grosseria se tornou parte do jornalismo norte-americano.

Vista pelo Kremlin de Moscou, Rússia (foto de arquivo) - Sputnik Brasil
Kremlin acha ofensiva a palavra 'assassino' que apresentador americano endereçou a Putin
O porta-voz do presidente russo Dmitry Peskov tinha comunicado anteriormente que o Kremlin considera as declarações do jornalista como ultrajantes e intoleráveis e espera um pedido de desculpas. A união de jornalistas da Rússia também indicou que ninguém tem o direito de acusar alguém de assassinatos.

"Estou trabalhando nesse pedido de desculpa. Mas isso pode levar algum tempo. Vocês podem verificar isso, seja, em 2023", proclamou apresentador do Fox News O'Reilly durante o seu programa.

Numa entrevista com presidente dos EUA Donald Trump, O'Reily lembrou as acusações contra Moscou por parte do Ocidente e chamou o presidente russo de "assassino".

"Mas o que é que você pensa? Será que nosso país é assim tão inocente?", respondeu Trump, acrescentando que seria melhor para os EUA se entenderem com a Rússia.

Presidente dos EUA Donald Trump discursando em Washington, 2 de fevereiro de 2017 - Sputnik Brasil
Trump afirma respeitar Putin, mas não sabe se lidará bem com presidente russo
Segundo o analista Mikhail Sinelnikov-Orishak, esse tipo de declarações está se tornando prática habitual dos jornalistas norte-americanos.

"É possível que isto seja um novo patamar de jornalismo, mas este patamar fica a um nível inferior. Isto é verdadeira grosseria. E infelizmente essa grosseria e descaramento são o estilo dos jornalistas norte-americanos. É um hábito semelhante ao hábito de colocar as pernas sobre a mesa. Ela pode ser aceita, pode ser condenada, mas é uma realidade. Mas as pessoas têm que responder por suas palavras. Após classificarem uma pessoa como 'assassino', apresentem provas disso. Como se disse em um filme bem conhecido: quais são as vossas provas?", declarou Mikhail Sinelnikov-Orishak.

Segundo sua opinião, a posição do Fox News não pode ser classificada como ponderada e objetiva.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала