- Sputnik Brasil
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

Assombrado.com.BR: Uma história de amor de arrepiar os cabelos

© Arquivo PessoalSite de assombração possibilita casamento
Site de assombração possibilita casamento - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Um site de histórias de assombração propiciou o encontro de dois fãs do gênero, que protagonizaram um enredo de romance com final feliz. Mateus Fornazari, administrador do site Assombrado.com.BR, conheceu Ana Paula Lazarini devido a uma pane do site. A ligação para relatar o problema gerou namoro, casamento, uma filha, um a caminho e sucesso.

À época, Mateus morava em São José do Rio Preto (SP) e Ana Paula, em Laranjal Paulista (SP). A distância de 370 quilômetros entre eles, porém, não foi obstáculo. Da orientação inicial de como acessar ao site para passar ao encontro no mundo real e o namoro não se passaram três meses. O casamento levou um pouco mais de tempo: três anos. A afinação entre os dois, fãs incondicionais de histórias de assombração, foi celebrada até no dia de nascimento da filha Penélope, hoje com três anos, como lembra Mateus.

"Foi uma cesárea. A gente não programou para ser nessa época. O médico falou: ou dá em Finados, dia 2 (novembro) ou no Dia das Bruxas (31 outubro). Aconteceu e deu certo. Acho que nem se tivesse marcado iria nascer normal naquele dia", recorda. 

O sucesso do Assombrado.com.BR surpreende até seus criadores.

"Criamos um canal no You Tube depois que a gente se casou. A gente já tinha os blogs e fomos fazer vídeo, e hoje já temos mais de 1.600 no canal. A gente solta filme todo dia e está dando muito certo. A  Ana Paula monta os vídeos da área dela e eu, os da minha área, e a gente faz alguns vídeos juntos. A gente já está com 230 milhões de visualizações, e é visto 400 mil vezes por dia. Tem bastante acesso fora do Brasil, como Japão, Portugal e Estados Unidos", diz Mateus, para quem a receita do sucesso é simples: "É fazer o que você gosta e depois trabalhar unido".

A Sputnik Brasil perguntou a Mateus se as dificuldades econômicas que o brasileiro enfrenta há mais de dois anos pode ter contribuído para o sucesso do site.

"Acredito que possa contribuir, porque desempregada a pessoa não tem o que fazer. Ela vai procurar passar o tempo e o entretenimento é uma forma, mas não vai dar muito resultado na busca do emprego", reconhece Mateus. 

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала