Israel aprova construção de 3.000 novos assentamentos na Cisjordânia ocupada

© AFP 2022 / SEBASTIAN SCHEINERO primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu
O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O primeiro-ministro israelense Benjamin Netanyahu aprovou hoje (31) a construção de mais de 3.000 novos assentamentos no território da Cisjordânia, além das 2.500 unidades recentemente aprovadas.

"Eu e o ministro da Defesa [Avigdor Lieberman] autorizamos a construção de mais de 3.000 novas unidades habitacionais na Judeia e Samaria", escreveu Netanyahu em sua conta no Twitter.

Casa Branca - Sputnik Brasil
Líder israelense ganha convite para visitar Trump na Casa Branca
No início de janeiro, as autoridades israelenses aprovaram a construção de 2.500 unidades de habitação na Cisjordânia ocupada, apesar da resolução do Conselho de Segurança das Nações Unidas, em dezembro, que exortava Israel a cessar imediata e completamente todas as atividades de assentamento na Cisjordânia e em Jerusalém Oriental.

Mais de 500 mil colonos judeus vivem na Cisjordânia, incluindo Jerusalém Oriental, segundo dados da ONU. Os assentamentos são considerados ilegais pelas Nações Unidas, e o território da Cisjordânia é considerado território ocupado pelo Tribunal Internacional de Justiça. 

A Cisjordânia está ocupada por Israel desde 1967. 

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала