Pense antes de publicar: EUA passarão a analisar redes sociais dos candidatos a visto

© Twitter@franzrussoFacebook
Facebook - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Os oficias de chancelaria dos EUA, ao avaliar as solicitações de visto para o país, passarão a conferir as contas dos solicitantes nas redes sociais, informou aos jornalistas o secretário de Segurança Nacional, John Kelly.

Protesto contra decreto de Trump no aeroporto JFK, em Nova York - Sputnik Brasil
EUA negaram entrada a 720 pessoas de 7 países após decreto de Trump
"A análise das redes sociais será realizada durante o processamento das solicitações de visto", explicou o alto funcionário.

O presidente dos EUA, Donald Trump, assinou, na sexta-feira, um decreto que suspende por 120 dias o acolhimento de refugiados no país, veta por período indeterminado o acesso de refugiados da Síria. Além disso, o decreto torna mais rígido o procedimento para obtenção de visto e suspende por 90 dias a entrada de cidadãos de sete países de maioria muçulmana: Iraque, Irã, Síria, Sudão, Iêmen, Líbia e Somália.

Na segunda-feira, os procedimentos para obtenção de vistos foram dificultados para alguns países, inclusive  para a Rússia.

O decreto visa ampliar o controle sobre cidadãos estrangeiros nos EUA, segundo declarações de Trump.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала