Ciberguerra: EUA não têm política nem estratégia, diz senador

© East News / UPI Photo/eyevineCongresso dos EUA
Congresso dos EUA - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O conhecido senador estadunidense John McCain declarou que a Administração Trump não tem estratégia para combater os ciberataques atribuídos à Rússia, de acordo com a gravação de um discurso de McCain durante um encontro de congressistas em Filadélfia, citado pelo jornal The Guardian.

Segundo disse McCain, os EUA não estão prontos para responder às tentativas da Rússia de "influenciar as eleições na França e nos países da Europa nos próximos meses".

"Não temos nem política, nem estratégia", The Guardian cita as palavras do senador.

"É um dos aspetos da nossa contraposição onde, em minha opinião, os nossos adversários avançam", acrescentou.

John McCain, é um dos legisladores norte-americanos que têm uma atitude mais agressiva em relação a Moscou. Em particular, ele tem procurado reiteradamente reforçar as sanções antirussas.

Satélites - Sputnik Brasil
Militares dos EUA culpam Rússia de criar armamento antissatélite
Mais cedo Washington acusou Moscou de ataques cibernéticos contra as redes informáticas de diversas organizações políticas dos EUA, alegadamente para influir nos resultados das eleições presidenciais. No fim do ano passado, a Administração do ex-presidente Barack Obama introduziu sanções contra uma série de empresas, entidades e cidadãos russos.

O novo líder dos EUA, Donald Trump promete que as autoridades começarão nova investigação do assunto dos hackers. Ao mesmo tempo, a investigação está sendo realizada pelo Comitê da Câmara dos Representantes dos EUA para a informação.

As autoridades russas rejeitam tais pretensões. O porta-voz do presidente da Rússia, Dmitry Peskov chamou as acusações em relação a Moscou de "completamente gratuitas".

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала