Mídia dos EUA: Inteligência não tem provas de laços entre Trump e Rússia

© AFP 2022 / JIM WATSONO novo presidente dos EUA Donald Trump na Casa Branca, Washington, 20 de janeiro de 2017
O novo presidente dos EUA Donald Trump na Casa Branca, Washington, 20 de janeiro de 2017 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Até o momento os serviços de inteligência norte-americanos não conseguiram encontrar provas de ligações entre a administração do presidente Donald Trump e a Rússia, informou o CBS citando fontes anônimas.

O canal de TV norte-americano informou, atualmente, os investigadores estão ocupados pelo trabalho relativo a "pelo menos uma conversa telefônica" do conselheiro de Trump para as questões de segurança nacional Michael Flynn com o embaixador russo nos EUA Sergei Kislyak.

"Os investigadores tentam esclarecer se a equipe de Trump foi orientada por russos antes ou após as eleições. Mas no momento, de acordo com as fontes, eles não acharam provas de quaisquer violações", informa o CBS. 

General aposentado Michael Flynn e Donald Trump (foto de arquivo) - Sputnik Brasil
Inteligência dos EUA tem novo suspeito de ligações com a Rússia
Os investigadores destacam também que Flynn não é única pessoa ligada a Trump que provocou interesse da inteligência.

Ainda de acordo com o canal de TV, outras pessoas suspeitas poderiam ter compartilhado informação secreta com a Rússia, inclusive sobre o comércio, e até poderiam ter violado a legislação.

O vice-ministro russo das Relações Exteriores Sergei Ryabkov mais cedo declarou que a chancelaria não comenta os contatos diários com colegas dos EUA e outros países. Segundo o alto diplomata, em Washington está se especulando sobre as ligações entre a equipe de Trump e Moscou continuando a retórica da suposta "ameaça russa".

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала