Moldávia quer que OTAN reconheça a neutralidade do país

© Sputnik / Aleksei Druzhinin / Abrir o banco de imagensPresidente da Moldávia Igor Dodon durante uma reunião com Vladimir Putin, 17 de janeiro de 2017
Presidente da Moldávia Igor Dodon durante uma reunião com Vladimir Putin, 17 de janeiro de 2017 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O presidente moldávio Igor Dodon anunciou na segunda-feira (23) seus planos de apresentar à OTAN um acordo para reconhecimento pela Aliança da Moldávia como Estado neutral.

O Kremlin - Sputnik Brasil
Rússia espera melhorar relações com Bulgária e Moldávia
"Pretendo insistir no cancelamento do acordo que prevê abertura do [escritório de ligação] da OTAN em Chisinau. Além disso, tenho intenção de propor um acordo sobre reconhecimento da neutralidade da Moldávia por parte da OTAN em Bruxelas em fevereiro", informou Dodon à Sputnik.

No final de novembro de 2016 o primeiro-ministro da Moldávia e o secretário-geral da OTAN assinaram o acordo sobre a abertura de um escritório de ligação da OTAN em Chisinau. O respectivo documento já foi ratificado pelo parlamento do país.

Vale lembrar que anteriormente Dodon tinha criticado o acordo acima mencionado ao destacar que "pretende resistir a quaisquer tentativas de envolver a república em blocos militares". Apesar disso, em julho de 2016 os legisladores moldávios deram luz verde à abertura do escritório do oficial de ligação da OTAN.

Conforme sua constituição, a Moldávia possui estatuto de neutralidade. Porém, desde 1994 o país tem cooperado com a OTAN no âmbito de um plano de parceria individual. Um centro de informações da Aliança já opera na Moldávia. As sondagens revelam que a maioria dos cidadãos moldávios se opõem à adesão da república à OTAN.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала